Arquivo da categoria: Garotas de Sábado

Garotas de Sábado | Episódio 6 | Último

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

EPISÓDIO DE HOJE: A NOVA ABELHA RAINHA

CENA 01- DELEGACIA [INT./NOITE]

Em Viola, Cady e Melanie, frente ao delegado. Melanie e Cady se encontram ensopadas e usam uma pequena toalha sobre os ombros. Viola roe as unhas. Um policial está observando todas.

DELEGADO- O que encontrou nessa festa, Policial?

POLICIAL- (Sotaque) Olha, eu tenho que te dizer, tinha de tudo, visse? Tinha as drogadas.

Foco em Cady.

POLICIAL- As que usam silicone e é odiada por todos.

Foco em Melanie.

POLICIAL- E as que estavam lá por sexo.

Foco em Viola.

VIOLA- Eu não estava lá por sexo! O que aconteceu foi uma fatalidade. Eu estava tentando usar o fio dental nos dentes, por que eu tinha comido Doritos e bebido refrigerante. E você sabe que aquela coisa gruda nos dentes. Só que eu havia tirando uma grande quantidade de dentro do frasquinho, me atrapalhei toda e acabei acertando o fio no botão da bermuda do Peter e quando eu puxei acabou arrancando o botão e a bermuda caiu, foi nesse exato momento que o seu policial entrou e viu aquela cena. Não séria capaz de mentir para um delegado. Seu policial, eu sou uma garota exemplar e a minha vida é livre para todos os públicos.

FLASHBACK

Em Viola e Peter, ainda no quarto. Vemos à cena através do espelho.

VIOLA- Não, eu não vou tocar nisso. Não sei se tenho coragem!

PETER- (Olhos fechados/ Nervoso) A idéia de seguir à risca o que tinha na revista foi sua. Alguém pode chegar.

VIOLA- Tudo bem, calma! É simples, eu só tenho que… Pegar.

PETER- (Nervoso/ Tímido) Então pega logo!

VIOLA- Não dá, eu  não consigo.

Viola fecha os olhos. Vemos Peter pegar a mão de Viola e guiá-la até entre suas pernas. Viola abre os olhos. Peter abre a boca. A porta é arrombada. Um policial adentra no quarto com uma arma apontada, mas se assusta. Viola grita e o policial também.

FIM DO FLASHBACK

Viola franze a sobrancelha e dá de ombros.

DELEGADO- E essas duas?

POLICAL- Vish, nem conto!

MELANIE- Na verdade tudo começou quando a gente caiu do terraço da minha.

POLICIAL- E o que vocês estavam fazendo no terraço da casa?

Melanie e Cady se entreolham.

MELANIE/CADY- Caçando ratos/ Varrendo!

DELEGADO- Varrendo ou caçando ratos?

CADY- Estavamos caçando ratos com a vassoura.

DELEGADO- E como vocês caíram do terraço? O rato as empurrou?

CADY- (Sorrindo) Sim.

Todos a olham.

MELANIE- Não! A gente viu um helicóptero sobrevoando a mansão, vai que fosse um ataque terrorista. Distraídas, acabamos por cair e dando de cara na piscina.

O delegado observa as três com grande desconfiança. Cena em Pause.

VIOLA- (V.O) Eu nunca imaginei que fosse parar na delegacia por optar não ser mais virgem! E sabe, eu me senti constrangida. Como será que eu fiquei conhecida? A menina que vai a festas a procura de sexo? Deprimente! Mas essa noite não terninou… E as dicas da revista ainda não tinham acabado.

CORTA PARA.

CENA 02- QUARTO DE JOANA ANGÉLICA [INT./NOITE]

Foco na tela do computador. Um novo post está sendo feito. As letras vão aparecendo conforme a mão enluvada digita: [Foto De Melanie] Essa garota é a vaca mais falsa e nojenta que eu já vi na minha vida! O vídeo a seguir é a prova concreta de que Melanie Allen é totalmente pseuda e do mal.

E pública.

CORTA PARA.

CENA 03- CASA DE PETER- COZINHA [INT./NOITE]

Peter toma um copo de água, traja apenas uma camiseta e usa uma cueca box preta, deixando transparente as pernas grossas e os músculos, antes escondidos por trás das roupas engomadas  e a timidez. Ele acaba, põe o copo na pia e sobe as escadas em direção ao seu quarto.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Peter abre a porta de seu quarto, cambaleia e cai ao ver uma mulher mascarada, usando uma roupa sensual e um sutiã com torneiras, deitada sobre sua cama.

PETER- (Assustada) Quem é você?!

VIOLA- Eu sou sua Sexy Fada Service e hoje eu vou realizar todos os seus desejos, ou seja, sou quem você sempre desejou, mas que nunca teve coragem de dizer.

Viola sorri, sarcástica.

Viola se encontra ajoelhada  e Peter sentado em cima da escrivaninha.

VIOLA- Não dá. Acho que não vou por a minha boca nisso. Que gosto tem?

PETER- Sabonete, acho que de sabonete… Bom, eu acabei de tomar banho.

VIOLA- Tá… Vamos fazer… A brincadeira da feira! É um novo método. Não olha para baixo, só acompanha. Eu fui a feira e comprei um melão.

Viola se abaixa. Foco na expressão de prazer no rosto de Peter.

PETER- Eu fui a feira e comprei um melão e um pêssego.

Viola se levanta.

VIOLA- Eu fui a feira e comprei um melão, um pêssego e uma.jabuticaba.

E volta a se abaixar. CAM volta a focar no rosto de Peter.

PETER- Eu fui a feira e/

MÃE- (V.O/ Batendo na porta) Filho? Está tudo bem? Mamãe ouviu uns barulhos…

VIOLA- (Assustada) E agora?

PETER- Se esconde no meu guarda- roupas!

Viola se esconde. Peter põe rapidamente a cueca, senta-se na cama e joga um travesseiro sobre as pernas.

PETER- Entra!

A mãe de Peter abre a porta. Ele sorri, disfarçando.

MÃE- Eu ouvi uns barulhos… Uns gemidos.

PETER- (Responde imediatamente) Os gatos… Do telhado. Eles realmente fazem uma bagunça…

HALLO DESFOCADO. Em Viola, escondida.

VIOLQ- (Off) Eu vou fugir! O que é que eu estou fazendo? Mas espera! Se eu cheguei até aqui é por que a personagem está dando certo e o Peter nem desconfia que eu, Viola Turner, sou a Sexy Fada Service! Eu vou ficar.

E Peter acaba de se despedir da mãe. Viola sai do guarda- roupas.

VIOLA- E agora?  O que a gente faz já que o clima saltou da janela e foi atropelado?

PETER- Não sei.

Os dois deitam-se na cama e olham para o teto.

PETER- Continua?

Os dois se entreolham.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

CAM foca no chão e se desloca lentamente. Podemos ver roupas espalhadas pelo chão e um pacote de camisinha aberto. CAM anda lentamente até a cama de Peter, que está enrolado em lençóis, por cima de Viola, que por sua vez, seus seios enconstam no peito de Peter.

VIOLA- Espera… E estou com medo.

PETER- Por que? Você é uma Sexy Fada Service, não devia ser experiente no assunto?

VIOLA- Eu não sou uma prostituta. Ser uma Sexy Fada Service não significa necessariamente ser experiente nesse assunto (Suspira). A verdade é que, eu só sou uma adolescente boba que cursa o ensino médio e põe “Em Um Relacionamento Sério No Facebook”, quando… Eu não estou em um relacionamento sério.  Eu  só sou mais uma dessas pessoas que quando toma banho deixa o sabonete escorregar da mão e deslizar até o ralo… E depois eu pego o sabonete e tomo banho com ele, sabe! Eu não tenho nada de especial e isso é uma fantasia que eu peguei apenas para suprir minhas necessidades e poder transar com alguém sem que aquela pessoa saiba quem sou eu. Eu sou uma baranga fraca que menti compulsivamente e não tem um pingo de vergonha na cara. Você ainda quer transar comigo?

PETER- Eu sou um garoto que passou, sei lá, metade da vida achando que a coisa mais legal do mundo era ter a coleção dos bonecos “Star Wars” e que não existiria nada melhor… E hoje eu vejo que Game Of Thrones é bem melhor que Star Wars. Eu sou um garoto que treinava beijo no espelho, por que ninguém de verdade iria querer beijar um CDF que com oito anos já sabia a fórmula do sorvete. Então… Eu ainda quero transar com você.

VIOLA- Eu ouvi dizer que dói.

PETER- Já eu ouvi dizer que cantar espanta tudo.

VIOLA- Tá.

Viola fecha os olhos e respira fundo.

PETER- (Olhos fechados/Canta trêmulo) Tenho andado distraído, impaciente e indeciso. Ainda estpu confuso só que agora é diferente… Tô tão tranquilo e tão contente.

Peter continua a cantar. Áudio Off. Apenas a música original tocando enquanto se passa a respectiva cena; Peter começa a soar frio e faz um pouco de força. Em Viola, expressão de dor, ela aperta a mão dele. Eles respiram fundo, nervosos e ofegantes. Viola, enfim, abre os olhos e sem querer vê a hora.

VIOLA- Doze!

PETER- Como?

VIOLA- Sai!

Viola empurra Peter, levanta-se da cama, enrolada em lençóis.

VIOLA- Meia-Noite, eu preciso ir!

PETER- Agora? Por que?

VIOLA- Primeiro; Minha mãe me mata se eu chegar tarde e segundo; Depois da meia noite é um sufoco conseguir taxi.

Fala Viola, catando as roupas rapidamente do chão.

PETER- Vai assim?

VIOLA- Me visto no caminho.

Viola sai. Peter nota um diário caído no chão. Ele corre para a janela de seu quarto e pode ver Viola, correndo na rua, ainda vestida com os lençóis e parar desesperadamente um táxi.

PETER- Espera! Você esqueceu seu diário! Pelo menos me diz seu nome!

E o taxi parte.

JOANA ANGÉLICA- (V.O) Depois que todos descobriram quem Melanie Allen era, pararam de tratá-la como uma rainha e ela teve o final que mereceu.

CENA 04- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

O sol está forte. Vemos Melanie vestindo um macacão e com o cabelo amarrado. Ela está, com uma espátula, tirado os chicletes colados á um bom tempo nos muros do Colégio. Um pombo sobrevoa o local e faz cocô em sua cabeça. Melanie larga a espátula no chão, faz cara de nojo  e grita bem alto.

MELANIE- Aaaaaaaaaaaah!

JOANA ANGÉLICA- (V.O) Já Cady estava satisfeita com a decadência da ex-plástica. Ela realmente não ligava para superstição e não acreditava em horóscopo. Até que um belo dia…

CENA 05- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

Cady está descendo às escadas e indo em direção ao ônibus. Tiffany e Rachell vêem atrás dela.

TIFFANY- O que você vai fazer hoje?

CADY- Assistir Bones na Fox.

RACHELL- É que tem uma festa só para garotas hoje à noite e…

CADY-(Off/ Não escutando o resto) Peraí… Eu era a nova Abelha-Rainha delas? (Fala) Eu topo.

Cady sorri.

JOANA ANGÉLICA- (V.O) Peter e Scott se tornaram bons amigos de infância. Peter era… Outro cara agora.

CORTA PARA.

CENA 06- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

Peter e a turma de garotos mais populares do Colégio vem andando com os uniformes de beisebol. Peter deixou de usar óculos e ser engomadinho. Agora aparenta estar mais forte.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Peter e Scott, zoando um nerd. Eles jogam seus óculos de um lado para o outro, o fazendo correr atrás. As líderes de torcida riem do pobred nerd e se derretem por Peter e Scott.

JOANA ANGÉLICA- (V.O) Viola, continua… A mesma Viola, mas agora não virgem e preocupada. Embora sua primeira vez não durou mais de 5 minutos, foi capaz de provocar certos danos….

CENA 07- CASA DE VIOLA- BANHEIRO [INT./DIA]

Viola se encontra ansiosa e apreensiva.

VIOLA- Aparece, aparece.

Ela segura trêmula o teste de gravidez e tem o resultado. Ela fica perplexa.

FIM

| Garotás de Sábado

18s17s

Garotas de Sábado | Episódio 5 | Penúltimo

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

EPISÓDIO DE HOJE: ETANOL COLORIDO

CENA 01- COLÉGIO SAN ROMAN [INT./DIA]

Uma garota jogando outra garota contra a parede e lhe dando três tapas na cara.

Uma confusão toma conta dos corredores do Colégio. Garotas gritando e xingando umas as outras. Cena em Pause.

CADY- (V.O) E tudo isso se deu por uma simples postagem do Joana Angélica. Estavamos prestes a fazer o teste para o filme, quando uma fofoca dizendo que Christiane, uma aluna do Colégio, estava tendo um caso com o marido da professora de filosofia, que ficou tão frustrada que saiu danfo porrada em todo mundl e cantando “Só As Cachorras” em cima da mesa.

CENA 02- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

E um carrinho de golf acaba de atravessar para o outro lado de uma grande piscina e perseguir outro carrinho de golf. Melanie, Viola e Cady estão no carrinho que persegue. O diretor de cinema no que é perseguido.

MELANIE- (no volante) Eu vou pegar esse diretor e ser a protagonista do filme Vagabas Do Jardim!

VIOLA- Sonha, querida! E aproveita que sonhar ainda está de graça.

CADY- Ah, vai procurar teu nome na latinha Coca-Cola. Por que vagina por vagina, eu também sei mostrar a minha.

MELANIE- Se vocês não podem brilhar, não apaguem o meu brilho. Entendam que quem nasceu pra ser fogueira nunca chegará a ser tocha olímpica.

Viola tenta tomar o volante de Melanie. O carro anda em zig-zag e vai em direção a algumas líderes de torcida em pleno ensaio.

VIOLA/MELANIE/CADY- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

Melanie consegue desviar o carro.

MELANIE- Ufa!

E um pombo cai no para brisa, impedindo a visão.

MELANIE- Eu não tô enxergando nada!

CADY- Tira esse pombo daí!

Viola chuta o para brisa do carrinho por dentro, com seu salto. O pombo cai, mas seu salto perfura o para brisa do carrinho, que é de plástico e fica preso.

VIOLA- Ficou preso! Não quer sair!

Cady tenta ajudar. O carrinho em alta velocidade. Viola fica de pernas para o ar.

VIOLA- O povo tão vendo minha calcinha. Tira, tira!

Cady puxa a perna de Viola. Seu salto voa e bate na cabeça de uma das líderes de torcida. Melanie contina focada em perseguir Larsson Lucca. A perseguição termina frente ao colégio. As três descem, descabeladas. Larsson vem do outro lado da rua, reclamando enquanto a atravessa.

LARSSON- Vocês são três malucas! Eu nunca vou dar um papel no filme e sabe por que? Porque vocês e eu nunca/

E um ônibus o atropela. Em Melanie, Cady e Viola, boquiabertas.

MELANIE- Bom, ele não morreu, mas não quer nos ver de jeito nenhum. Fraturou alguns ossos, fez algumas plásticas. Nada muito grave. Esse é o preço a pagar quando se e famoso.

CENA 03- CASA DE VIOLA- QUARTO [INT./TARDE]

Viola se encontra comendo Ruffles e assistindo Barbie Life The Dream House. O celular toca. Ela atende. Surge a imagem de Melanie.

VIOLA- Alô?

MELANIE- Temos que descobrir a verdadeira identidade do Joana Angélica.

VIOLA- Temos vírgula, cara pálida. Eu não tenho nada a esconder.

Em outra linha, surge a imagem de Cady na tela.

CADY- Não fui eu quem falsificou as notas do sétimo ano.

VIOLA- Nós temos que achar a pessoa por trás do Joana Angélica, foi isso que eu disse.

CADY- Como?

MELANIE- Eu já pensei num jeito de atraí-lo. Hoje à noite. Festa na minh mansão. Jogo da garrafa. Peter.

E desliga.

CENA 04- CASA DE CADY- BANHEIRO [INT./NOITE]

Em Cady, frente ao espelho, se aprontando. Ela olha constantemente para o papel higiênico.

CADY- Eu não preciso disso.

Cady sai do banheiro. Segundos depois volta.

CADY- Quem se importa?!

Cady tira uma grande contidade de papel higiênico do rolo e põe tudo dentro do sutiã. Agora sim, sai e fecha a porta.

CORTA PARA.

CENA 05- CASA DE VIOLA- QUARTO [INT./NOITE]

Em Viola, cantando e dançando loucamente no quarto.

VIOLA- Hoje é dia de beijo bebê!

Viola passa o batom e põe dentro da bolsa um spray bucal.

E sai.

CORTA PARA.

CENA 06- MANSÃO DE MELANIE- [INT./NOITE]

Uma garrafa gira em torno de vários adolescentes. Alguns adolescentes se beijam conforme a garrafa para.

É a vez de Cady. A garrafa para em Scott. Ela revira os olhos. Os dois se dirigem a um guarda roupas e adentram nele.

CADY- Nem vem que não vai rolar nada, hein!

SCOTT- Por que? Oh, Cady, a gente fazia um casal tão perfeito.

CADY- Até o dia que você me trocou pela Melanie!

SCOTT- Foi um erro, quem nunca? Me beija.

CADY- Não!

Scott apalpa a bunda de Cady que lhe dá um tapa e arranha a sua cara.

SCOTT- Você é doida? Eu vou te dizer uma coisa… Você estava ficando gorda.

CADY- O que?

SCOTT- O que você achava que tinha naqueles bombons caseiros que eu te dava e dizia que minha mãe tinha feito? Vitaminas, Cady! A mando da Melanie!

CADY- Você… Filho da/ Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

E Scott é jogado para fora do guarda roupas.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

A garrafa gira novamente e para em Viola e Peter.

MELANIE- Droga!

CADY- Se você quiser passar a vez…

TIFFANY- Nada disso! A gra do jogo é clara. Das outras vezes ela escolheu verdade ou mentira, mico e nota. Agora é consequência, ou seja, tem que beijar!

Melanie a olha brava e boquiaberta.

MELANIE- Sua tonta!

RACHELL- Tiffany! Esqueceu que não era pra falar que a Melanie ia roubar no jogo?

MELANIE- Duas tontas!

CORTA PARA.

CENA 07- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO [INT./NOITE]

Peter e Viola acabam de adentrar em um quarto.

PETER- Por que me trouxe aqui?

VIOLA- Eu quero!

PETER- O quê?

VIOLA- Você sabe.

PETER- Não sei, não.

VIOLA- Transar!

PETER- Agora? Aqui?

VIOLA- Ou eu vou perder a coragem.

CORTA PARA.

CENA 08- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO DE MELANIE [INT./NOITE]

Melanie se ajeita frente ao espelho. Cady adentra, batendo a porta.

CADY- A gente precisa ter uma conversa!

MELANIE- Sem time

CADY- Você me engordou pra ficar no meu lugar e ainda levou o Scott como prêmio de consolação!

MELANIE- Ah, ele te disse? Foi tão fácil te derrubar. Bastou te entupir de carbo hidrato e esperar que você fizesse o resto, comendo nutella com torrada todo dia.

CADY- Não acredito que ele tenha se vendido por tão pouco. O que mais você deu além da xereca?

MELANIE- Nada. Só precisei da xereca mesmo. Cady, sabe por que todo mundo me ama? Por que eu aprendi no sexto ano que eu posso fazer as pessoas acreditarem no que eu quero.

CADY- Como no boleto premiado?

MELANIE- Foi tão fácil fazer todos acreditarem que aquele professor, Tales, fosse um psicopata. Camisinhas e duas idiotas pra testemunhar, essa é a receita, sem segredos.

Cady fica boquiaberta.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

VIOLA- Pode vir, vem na fé!

PETER- (Nervoso) Eu vou…

Os dois tentam se beijar, mas acabam batendo os narizes.

VIOLA/ PETER- Au!

CORTA PARA.

CENA 09- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO DE MELANIE [INT./NOITE]

As coisas do quarto de Melanie se encontram reviradas.

E uma cadeira é jogada contra Cady, que se abaixa e a cadeira cai da janela. Cady, por sua vez, vai jogando tudo que encontra pela frente.

MELANIE- Não! Esse perfume é importado de Milão. Ele foi feito exclusivamente pra mim. Não existe outro dele. É caríssimo.

CADY- E?

Cady joga o perfume no chão.

CADY- Ops. Caiu!

MELANIE- Sua vacaaaaaaaaaa!

E Melanie avança.

CORTA PARA.

CENA 10- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO [INT./NOITE]

Em Viola e Peter, sentados na cama, lendo uma revista.

VIOLA- Aqui diz que você que tem que começar.

PETER- Como?

VIOLA- Diz que é pra fazer assim… Eu fico muda, você faz cara de mistério e tira a bermuda.

Os dois se entreolham.

PETER- Tira a bermuda?

CORTA PARA.

CENA 11- MANSÃO DE MELANIE- TERRAÇO [INT./NOITE]

Cady e Melanie acabam de subir uma escada que dá no terraço da mansão.

CADY- Volta aqui! Eu vou acabar com você. Eu vou transformar você em isopor!

Cady derruba Melanie no chão. As duas se atracam ali mesmo. Melanie consegue se levantar.

CADY- Eu vou depenar você, Urubua!

Melanie dá na cara de Cady.

MELANIE- Essa palavra não existe! E eu quebrei minha unha!

Cady revida o tapa.

CADY- Ai eu sempre quis dá na tua cara! Aliás, ela é tão macia.

MELANIE- Você acha? É um creme feito com o mel das abelhas da África. Quer emprestado?

CADY- Eu quero

MELANIE/CADY- Maldita!

As duas se atracam novamente. Sem perceberem, elas acabam caminhando para a beirada e caem do terraço.

CADY/MELANIE- Aaaaaaah!

Cena em Pause.

CORTA PARA.

CENA 12- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO [INT./NOITE]

Viola se encontra de costas para a parede, roendo as unhas, enquanto Peter tira a bermuda.

VIOLA- Olha, quer saber? Eu desisto. É melhor a gente/

Viola se vira, toma um susto e se encurrala na parede ao ver Peter já nu. Ela desliza na parede até chegar ao chão, atônita.

PETER- (Nervoso/Sem graça) E ai… Vai ou não?

Viola apenas olha fixamente entre as pernas de Peter.

A cena vai escurecendo.

CONTINUA…

| Garotás de Sábado – Sáb e Dom – 21h00

18s17s

Garotas de Sábado | Episódio 4

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

EPISÓDIO DE HOJE: NÃO SOU UMA DESSAS.

CENA 01- MOTEL RESTAURANTE MABEL [EXT./NOITE]

Em Peter e Viola, sentados num banco frente ao motel. Um afastado do outro, calados e tímidos.

VIOLA- Eu sei que a gente chegou as nove e eu sei que já são doze. Então…

PETER- É melhor.

VIOLA- Humrum.

PETER- A gente entrar.

Os dois se levantam e dirigem-se até o portão de entrada. Cena em Pause.

PETER- (V.O) E eu estava lá, muito seguro de mim. Independente do que eu ia encontrar, essa era a escolha que ia mudar a minha vida, sabe? Pensando da seguinte forma eu cheguei de que todo mundo transa. O meu porteiro transa, meus professores transam e… Peraí! Meu pai e minha mãe também transam!

CORTA PARA.

CENA 02- QUARTO JOANA ANGÉLICA [INT./NOITE]

Foco na tela do computador, que transmite as câmeras escondidas, instaladas no quarto do Motel Restaurante Mabel, em que Peter e Viola acabam de adentrar. Preparando para transmitir ao vivo.

E clica em Ok.

CENA 03- MOTEL RESTAURANTE MABEL- QUARTO [INT./NOITE]

VIOLA- Ah, não!

Viola se levanta e desliga a TV. Em Peter, sentado, encolhido na cama e com um travesseiro entre as pernas.

VIOLA- Não vai dar, é surreal! Desculpa, mas eu não sou a mulher maravilha e eu não vou ficar de cabeça para baixo!

PETER- A penetração deve ser tão difícil… Eu acho. Olha, na verdade tudo que eu sei ou acho que sei, aprendi em revistas.

VIOLA- Na Gloos?

PETER- E importa?

VIOLA- Ai, homens não sabem de nada mesmo!

PETER- E então?

VIOLA- Então, a gente vai começar pelo básico.

Viola sorri, sarcástica.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

VIOLA- (V.O) Vai, vai. Puxa!

CAM foca no chão do quarto. As roupas jogadas e algumas até penduradas no abajur.

PETER- (V.O) Mas não está saindo!

VIOLA- Puxa de novo, direito. Isso… Aí.

Revela Peter e Viola, sentados na cama. Peter tenta abrir o fecho do sutiã de Viola.

PETER- Você tem certeza que seus seios não cresceram?

VIOLA- Você está me chamando de vaca?!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Cortes Descontínuos: Pessoas de toda parte do mundo assistem a transmissão ao vivo de Viola e Peter pelo Joana Angélica e compartilham.

CHINÊS- Paca!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Volta em Viola e Peter, que consegue abrir o fecho do sutiã, que por sua vez a alça bate em sua cara e ele cai da cama.

VIOLA- Ai meu Deus!

Viola tenta ajudar, mas os dois batem com a cabeça um no outro. Viola cambaleia, tonta. Tudo em volta fica muito embaraçoso.

PETER- (Com a mão na cabeça) Viola? Você está bem?

VIOLA- Eu acho que…

E Viola vômita.

CORTA PARA.

CENA 04- CASA DE VIOLA- QUARTO [INT./DIA]

E um balde de água é jogado em Viola, que se encontrava dormindo. Ela cai da cama e se levanta, área.

VIOLA- (Assustada) O que aconteceu?

MÃE- Um rapaz com cara de protagonista de filme erótico veio te traser em casa. Ele disse que você comeu um tacacá estragado, passou mau, deu vexame e vomitou.

VIOLA- Ele disse isso?

MÃE- Não, foi bem educado, mas conhecendo você do jeito que eu te conheço, aconteceu isso mesmo. Mas não é motivo pra você faltar a aula. Vou preparar um Paracetamol para você.

VIOLA- Aaaaaah!

VIOLA- (V.O) A minha mãe é dessas que acha que Paracetamol resolve tudo! Caraca! Eu tinha esquecido aquela noite horrorosa e aquele mico do milênio! Eu me senti como da primeira vez que depilei minhas axilas, sabe? Aquela sensação de película áspera. Nada hoje pode deixar meu dia pior, certo?

Viola se olha no espelho e nota uma espinha em seu rosto.

VIOLA- (Não Acreditando) Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

CORTA PARA.

CENA 05- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

As Plásticas se encontram sentadas numa fonte, na frente fo Colégio. Viola acaba de chegar, tímida e desconfiada. Melanie cochicha algo no ouvido de Rachell, que por sua vez repassa para Tiffany e em segundos a fofoca passa de ouvido em ouvido, até chegar nos ouvidos do diretor, que fica boquiaberto. Todos do Colégio começam a cantar alto, com intuito dd zoar Viola.

TODOS- Eu tô passando mal, eu tô ficando azul. Foi tanto close errado que eu liguei pro Samu.

VIOLA- (V.O) Sabe por que a Melanie é popular? Por que todas as garotas querem ser como ela. A abelha rainha. Um corpo perfeito, um rosto bonito. Um cabelo que até daltônico perceberia a tinta fajuta que usa. Ela não passa de uma…

VIOLA- (Gritando) Vaca!

MELANIE- O que?!

VIOLA- É isso mesmo, você é uma vaca. Se acha tudo, mas não passa de uma versão menos gostosinha da da galinha pitadinha! Quer saber de uma coisa? Vai- tomar-no/

CADY- Larsson Lucca!

VIOLA- Você não poderia se meter!

CADY- (Corrigindo) Podia

VIOLA- Poderia

CADY- Podia

VIOLA- Poderia

CADY- Podia

VIOLA- Mas eu não!

MELANIE- Ela está falando do Larsson Lucca, o diretor famoso, premiado e gato de cinema! Ali!

Toda a escola focam suas atenções no diretor de cinema.

LUCIUS- (Nervoso) Gente, esse é o diretor de cinema Larsson Lucca… Calma, não pirem!

CADY- A gente não está pirando, quem tá pirando é você.

LUCIUS- Eu não tô pirando.

CADY- Tá sim

LUCIUS- Cala a boca!

CADY- O que?!

LARSSON- Atenção aqui! Eu vim a essa escola em busca da protagonista do meu novo filme “Vagabas Do Jardim”. A protagonista tem que ser sensual e jovem. As audições para os testes estão abertas apartir de (Olhando o  relógio) Agora!

MELANIE- Eu sou a garota que ele procura.

CADY- Como tem tanta certeza?

VIOLA- É, por que não eu?

MELANIE- Vocês por acaso são sensuais, se consideram pelo menos?

CADY- … Não…

MELANIE- Já beijaram mais de 100 garotos e foram convidadas para orgias?

VIOLA- Também não.

MELANIE- Então… Eu tô vendo que a protagonista já é minha. Vou ter a chance de mostrar o meu talento para o mundo!

VIOLA- Sua vagina, você quis dizer. Por que até onde eu sei, ser Vagaba não é talento.

CADY- (Decepccionada/ Tentando argumentar) Mas/

VIOLA- E eu já fiz uma pesquisa intensiva no Yahoo.

Viola sai andando, convencida. Melanie e Cady ficam confusas e ao mesmo tempo boquiabertas.

CORTA PARA.

CENA 06- COLÉGIO SAN ROMAN- SALA [INT./DIA]

Viola, Melanie e Cady estão numa sala de aula, sozinhas.

CADY- Por que nos chamou até aqui?

VIOLA- É, eu tenho que me preparar para as audições. Aliás, que música vocês acham melhor? Quem Nasceu Piriga ou o Funk do Biscoito ou Bolacha?

CADY- Quem nasceu piriga é melhor. Trás uma coisa de tipo, eu sambo com salto agulha na sua cara.

MELANIE- Isso não importa agora. O motivo de eu ter chamado vocês aqui é muito simples. Temos que sabotar essas tontas que estudam aqui até sobrar a gente, depois é cada uma por si. E que vença a que tem mais peito e a melhor voz no auto-tunes, no caso eu.

CADY- E cadê aquelas galinhas hidrogenadas que andam com você?

VIOLA- E por que você não outras pessoas para lhe ajudar?

MELANIE- Porque vocês são as mais tontas e alienadas do Colégio, então depois da sabotagem vai ser fácil derrubar vocês.

CADY- Isso é o que a gente vai ver.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

CORTES DESCONTÍNUOS: Em Viola e Cady, espalhando melado por todo o piso do corredor do Colégio/ Em Melanie, jogando tinta rosa na caixa de água do Colégio. Assim que o sinal toca todas as garotas do Colégio saem concorrendo pelo corredor, deslizam e caem no chão. Algumas tropeçam em linhas transparentes e são jogadas pela janela, outras ligam o chuveiro da escola e são surpreendidas pela água rosa. Elas gritam. Os ventiladores são ligados e penas se espalham por todo o corredor, ficando coladas pelo melado no corpo das meninas.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Melanie, Viola e Cady, andando igual e intactas pelos corredores do Colégio. Enquanto o resto das garotas, rentes ao chão, vencidas e cobertas por penas de galinha e melado. Elas param fazendo pose para o diretor de cinema que está do outro lado do corredor, juntamente com o diretor, as observando, frustrados.

CONTINUA…

CENA EXTRA.

JOANA ANGÉLICA- (V.O) Quer saber tudo o que vai rolar no teste para o filme no penúltimo episódio de Garotas De Sábado? Não conto se você não contar. Não percam.

| Garotás de Sábado – Sáb e Dom – 21h00

18s17s

Garotas de Sábado | Episódio 3

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

CENA 01- COLÉGIO SAN ROMAN- CORREDORES [INT./DIA]

Uma discussão acontece nos corredores do Colégio. Aparentemente, todas as meninas se encontram ruivas.

MELANIE- […] O que você tem que eu não tenho?

VIOLA- Um cabelo ruivo natural

CADY- Mas o que você tem que eu não tenho?

VIOLA- Cabaço, né?

CADY- Bom. Isso…Isso é verdade

MELANIE- Sem duplo sentido. Quer saber? Pouco me importa ter um cabelo ruivo natural para agradar alguém. Eu nasci pra ser agradada e não pra agradar, você entende a diferença?

CADY- E só por que ele disse que gosta de ruivas, não significa que ele goste de você. Um cabelo não é tudo, você tem que ter atrativos que atraiam os homens

VIOLA- Como uma cadela peituda?

MELANIE/CADY- O fato é que a gente não precisa impressionar. Se o Peter quiser, ele que venha atrás de mim. Quem liga se ele não vir?

VIOLA- Ele está vindo?

CADY- Aja naturalmente!

Quando Peter adentra no corredor, todas fazem pose. Em Viola, de quatro no chão, com seu colar na boca, tentando parecer sensual.

CENA 02- COLÉGIO SAN ROMAN- CANTINA [INT./DIA]

Muitos jovens andando de um lado para o outro, com seus celulares e bandejas em mãos. Em Melanie, Tiffany e Rachell, respectivamente sentadas nas mesas principais, conversam.

TIFFANY- […] Ai tipo, ele sentou do meu lado e falou “Oi” ai eu disse “Oi”, daí ele falou “Eu sei” ai eu disse “Aham”. E tipo, cara, foi bem louco

RACHELL- Vocês transaram depois disso?

TIFFANY- Não! Ele falou de um tal “ménage à thois”, que sem noção. Eu disse a ele que não estava interessada na marca do hidratante que ele usava

RACHELL/TIFFANY- Totalmente louco!

Melanie observa Cady passando e a chama.

MELANIE- Ei, você!

CADY- Eu?

MELANIE- É. Senta aqui

CADY- (Senta-se) Eu não vou lhe dar o endereço da mãe de santo que arrumei. Eu tive a idéia da cueca antes de você!

MELANIE- O que?Esquece. Eu só a chamei aqui para discutimos sobre a Viola, não que eu queira saber da vida dela e tals, mas… O que sabe exatamente sobre ela?

CADY- Depende do que você quer dizer com “Exatamente”

MELANIE- Coisas do tipo: Ela já foi presa com crack? Bebeu tanto que vomitou no chão e depois desmaiou em cima do próprio vomito?

CADY- Não que eu saiba. Não prestava muita atenção na vida super comum da Viola, mas sei o suficiente sobre para despertar o desinteresse de qualquer garoto sobre ela. As poucas coisas que ouvi, não havia nada de comprometedor, apenas coisas que qualquer garota de dezesseis que nunca beijou na vida faria, como: Espiar as revistas do Alexandre Frota nu que a mãe dela esconde debaixo da cama, treinar beijo no espelho, fazer teste todo mês no ginecologista para a mãe dela ter certeza de que ainda é virgem, ler livros de auto-ajuda e que ensinam a pessoa a/

MELANIE- Espera! Rebobina

CADY- Que ela vê as fotos da G Magazine?

MELANIE- Não, essa parte eu entendi. Eu não sou uma retardada. Então quer dizer que, ela faz testes ginecológicos para a mãe saber que ainda é virgem?

CADY- É. Ela me contou uma vez sobre isso, disse que é super constrangedor e que de tanto ela ir lá o médico perguntou se ela não tinha um tapa-sexo em casa

MELANIE- Isso sim é uma coisa interessante e bem humilhante…

CORTE RÁPIDO PARA.

Peter se encontra sentado à mesa junto com Scott e os outros rapazes do time de beisebol oficial do colégio.

SCOTT- […] É só it lá e convidar! Acredite você não vai querer ser perseguido pelo resto da vida. Escute o conselho de alguém experiente, entre um ataque de cachorros possuídos por alienígenas e um ataque estérico de uma mulher, não hesite, prefira os cachorros possuídos por alienígenas

PETER- Como pode ter tanta certeza do que diz?

SCOTT- Por que eu tenho uma mãe em casa. A minha avó, por exemplo, matou o segundo marido dela depois do meu avô por que o barulho da bola do chiclete dele não era a mesma de quando estourava antes, daí ela deduziu que ele tinha uma amante

PETER- O que devo fazer?

SCOTT- Leva ela para o Restaurante Mabel (Entregando-lhe um guardanapo) Escreve o bilhete e entrega, o que pode acontecer é você levar um não

Em Peter, visivelmente tentado e em duvida entre escrever o bilhete e continuar em sua vida pacata de sempre.

CORTA PARA.

CENA 03- QUARTO DE JOANA ANGÉLICA [INT./DIA]

Câmera objetiva: Podemos ver uma pessoa, do gênero não revelado, frente à tela do computador. CAM foca na tela, as letras vão se revelando conforme escreve.

“É hoje! Peter vai convidar Viola para sair”.

E aperta em Enter.

CENA 04- COLÉGIO SAN ROMAN- BANHEIRO FEMININO [INT./DIA]

Um ambiente aparentemente vazio e calmo. O chão, ainda úmido do banho que as meninas tomaram após o término da aula de educação física. É possível escutar as gotas de água que pingam da torneira.

CADY- (V.O) Sua vaca! Eu vou arrancar seu peito e te deixar sem sobrancelha!

E vemos Viola sair de uma das cabines com o cabelo ainda molhado, enrolada numa toalha, caindo no chão e correndo para alcançar a porta, mas é impedida por Melanie e Cady, também no mesmo estado que Viola. As três se atracam no chão, ferozes. A impressão que dá é que ouvimos rugidos de uma onça. Viola se arrasta no chão, mas Cady a puxa pelos pés, ela chuta e sai correndo.

VIOLA- Haha, idiota!

E Viola mete sua cabeça na parede e cai. Melanie tenta correr, mas escorrega numa poça e também cai, enquanto Viola e Cady brigam no chão.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Uma garotinha de aproximadamente 10 anos de idade vem pulando de alegria e cantarolando em direção ao banheiro, ela abre a porta e fica boquiaberta. A imagem que vê é de Cady puxando o cabelo de Viola, que por sua vez aperta o peito de Cady, que grita e Melanie batendo na bunda de Viola, gritando “Fala, fala, fala”. As três ficam paralisadas ao perceber a presença da menina.

CADY- Somos lésbicas, qual é problema?

A menina fecha a porta e sai correndo.

MENINA- (Chorando) Mamãe!

Não vemos a cena a partir daí. CAM foca apenas na porta branca do banheiro do lado de fora. Ouvimos somente sussurros embaraçosos. Até que.

VIOLA- Para tudo! O Peter me convidou para sair e eu ainda não soube de nada? (Gritando) Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Melanie, numa loja de sapatos. CÂMERA SUBJETIVA.

MELANIE- Fala sério! Peter e Viola, nada haver. É tipo sentir uma paixão super lésbica pela professora de Geografia. Bizarro. Ela é tão comum, o tipo certo de garota que usa Asepxia para espinhas, quando sabe que não funciona, mas ela usa! Ridículo.

CORTA PARA.

CENA 05- RUA [INT./DIA]

Movimento apressado e descontrolado das pessoas que passam. Destaque em Viola, que anda pensativa.

VIOLA- (Off) Eu li em uma revista que quando um garoto a convida pra sair, depois do jantar ele vai querer transar com você. E sabe? Eu acho isso tudo bem deprimente. Eu nunca transei na vida! Mas as revistas ensinam tudo. “Compre você mesma as camisinhas e uma langerie sensual. Mostre que você tem atitude. Seja ousada”. Hoje nada vai abalar minha confiança.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Viola, frente ao balconista, numa farmácia. Se encontra totalmente sem graça.

BALCONISTA- Pois não?

VIOLA- É… Pois é, né? Então… Eu… (Falando baixinho) Quero uma camisinha

BALCONISTA- Como?

VIOLA- Camisinha

BALCONISTA- O que?

VIOLA- (Gritando) Eu quero uma camisinha, caramba!

Todos da farmácia param e focam suas atenções nela. Ouvimos do fundo da farmácia alguém gritar “Tá necessitada hein, filha”. Cena em pause.

VIOLA- (V.O) Cara, nessa hora eu queria desesperadamente entrar dentro do chão. Agora eu sinto na pele o que meu pai passa quando vai comprar absorvente pra mim. Constrangedor.

 

CENA 06- SHOPPING- LOJA DE ROUPAS [INT./DIA]

VIOLA- Moça, a langerie da vitrine!

ATENDENTE- Ai, ela acabou de ser vendida agora pouco pela aquela moça que vai descendo as escadas. (Apontando) Olha lá!

VIOLA- Moça? Mas ela aparenta ter sessenta e nove anos

ATENDENTE- Nunca é tarde para contratar um garoto de programa… E pagar muito, muito caro para ele fazer… Alguma coisa

Viola sai correndo, com intuito de alcançar à senhora e percebe que descer as escadas seria perda de tempo, então ela vai escorregando até o chão e cai em cima de um vendedor, que carregava uns lençóis, mas derruba todos. Viola levanta-se e corre mais uma vez. Ela tem tudo para alcançar à senhora, que não está tão longe, mas confunde o lado de fora e acaba metendo a cara na porta de vidro e vai escorregando devagar até cair no chão.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

A senhora acaba de apertar o botão do elevador. Alguns segundos depois ele se abre e Viola se encontra dentro dele. A senhora adentra e sorri para Viola, que retribui com um sorriso meio psicopata. O elevador se fecha.

CORTA PARA.

CENA 07- MANSÃO DE MELANIE- QUARTO [INT./DIA]

Foco no espelho do quarto de Melanie, escrito com batom vermelho “Viola, eu te odeio”. E o espelho é quebrado por Melanie, com taco de Beisebal. Ela chora compulsivamente e grita, sua maquiagem está completamente borrada e suas lágrimas saem pretas por conta do lápis de olho que usava.

Ela vai quebrando tudo dentro do quarto. Acaba cansando e termina tudo deitada na cama e olhando para o teto, Até que percebe algo.

MELANIE- Eu não acredito! Quebrei minha unhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

CORTA PARA.

CENA 08- RUA- PONTO DE ÔNIBUS [EXT./DIA]

Podemos ver Cady lendo uma revista sobre psicopatas e como assassinar uma pessoa apenas com o olhar. Ela sorri sarcasticamente.

CADY- (Segurando as fotos de Melanie e Viola) Curvem-se vadias que eu já fui coroada, curvem-se vadias que eu já estou chegando!

Um Ônibus passa por uma poça de lama e molha Cady inteira.

CADY- Isso pode demorar um pouco

E Outro Ônibus passa e a molha outra vez.

CADY- Tá, isso pode demorar muito!

CORTA PARA.

CENA 09- RESTAURANTE MABEL [EXT./NOITE]

Um taxi acaba de estacionar em frente ao Restaurante Mabel. Peter sai do carro e abre para Viola, que põe apenas o primeiro pé para fora. A música para.

VIOLA- Droga de cinto que não sai!

SLOW MOTION: Viola saindo do carro, linda. O vento sopra seus cabelos. Ela deixa Peter para trás e vai andando na frente, até que tropeça e cai. A música para outra vez.

PETER- Você está bem?

VIOLA- Estou sim, estou ótima!

Viola se recompõe. A música volta a tocar. SLOW MOTION: Viola continua a andar sensualmente, o vento volta a soprar seus cabelos.

E Viola volta a cair, dessa vez, dentro de uma lixeira.

Peter- Oh meu Deus!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Peter e Viola, atônitos. Olhando boquiabertos à entrada do local.

PETER- Então…

VIOLA- Quer dizer…

PETER- Pois é

VIOLA- Não acredito…

PETER- Nem eu

VIOLA- Restaurante Mabel é um Motel? Quem diabos põe o nome de um Motel de Restaurante?

PETER- Quer ir embora?

VIOLA- Não sei. Você quer?

PETER- Não sei.

VIOLA- (V.O) Agora éramos dois virgens perdidos na estrada e em dúvida entre entrar num Motel ou não. Sabe quando você vai ao mercado com a sua mãe e ela te deixa esperando na fila do caixa por que tinha se esquecido de pôr alguma coisa no carrinho? Daí dá aquela agonia de que está chegando a sua vez e a sua mãe nada de aparecer? Pois é, é assim que estou me sentindo agora.

CONTINUA…

| Garotás de Sábado – Sáb e Dom – 21h00

18s17s

Garotas de Sábado | Episódio 2

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

CENA 01- COLÉGIO SAN ROMAN- SALA DO DIRETOR [INT./DIA]

Em Viola, Melanie e Cady. Todas sentadas frente ao diretor em estado precário. Viola, chorando e limpando o nariz com um lenço. Melanie, de pernas cruzadas e lixando as unhas. Por último, Cady, entediada. CAM focaliza em Viola, soluçando.

VIOLA- (Chorando/Gaguejando) Eu/Nunca/Fui pra sala do/diretor antes. Sempre… Sempre fui uma aluna… Aí. Eu quero a minha mãe!

Em Melanie.

MELANIE- Não quero saber, só falo com meu advogado por perto

Em Cady.

CADY- Que foi?

Em Lucius, o diretor.

LUCIUS- Vocês enlouqueceram? Comecem a se explicar. Já!

Todas começam a falar de uma só vez.

LUCIUS- (Levanta-se e bate na mesa) Eu quis dizer, uma de cada vez! Quem começa?

Todas permanecem caladas. O diretor desaba na cadeira, exausto.

CORTA PARA.

CENA 02- RUA [EXT./NOITE]

Em Viola, andando em câmera lenta, já pronta e indo em direção a festa do Colégio.

VIOLA- (V.O) Hoje cedo eu vim decidida a permanecer a mesma Viola apagada e órfã de peito e bunda de sempre. Acontece que, quando você tem 16 anos acha que não tem problema em comer Ruffles e assistir os padrinhos mágicos na TV Globinho. Aí vem a vida, dá três tapas na sua cara e obriga você a parar de ser tão ridícula. Daí você substitui Ruffles por Doritos e os padrinhos mágicos por cinqüenta tons de cinza. E quando a sua mãe não a deixa assistir, você fica de castigo e apela para a saga crepúsculo. E mesmo que já tenha assistido muitas vezes, você sempre vai querer ser a protagonista beijada por um Vampiro gato. O fato é que eu amadureci, como uma manga, sabe? E hoje, nada, absolutamente nada vai me fazer cair.

E Viola cai.

VIOLA- A não ser meu salto

Ao se levantar, Viola é atingida por uma bola de basquete e cai novamente.

VIOLA- Ah, qual é?

Viola se recompõe e sai andando.

CORTA PARA.

CENA 03- CASA DE CADY- SALA [INT./NOITE]

Em Cady, falando ao celular e ajeitando o brinco na orelha ao mesmo tempo.

CADY- […] Sim, eu estava assistindo um filme de terror. Isso mesmo, Bob Esponja! O que? Se eu vou à festa da escola? Querida, que m vai arrasar está aqui! Eu vou fechar com tudo ali, minha filha. Cê vai ver, eu vou parar o trânsito!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Em Cady, dentro de um ônibus lotado, no meio de um engarrafamento.

CADY- (Gritando com um homem atrás dela) Olha  aqui, passa a mão na minha bunda outra vez e eu corto o que você tem de mais precioso com a minha lixa de unha… Desencosta!

CORTA PARA.

CENA 04- COLÉGIO SAN ROMAN- GINÁSIO [INT./NOITE]

Todos os alunos do Colégio reunidos no ginásio, onde acontece a festa. Luzes de múltiplas cores. Sol Alto. Em Peter e Scott, conversando.

SCOTT- A gente é amigo ou não é?

PETER- Não tenho muita certeza disso.

SCOTT- Seu problema é ser tímido demais

PETER- Até ontem você enfiava a minha cabeça na privada e me trancava dentro do armário

SCOTT- É o meu jeito de demonstrar minha amizade

PETER- Você me chamava de mini mouse e no oitavo ano disse que eu era um alienígena por saber toda a tabela periódica de cor

SCOTT- Todos nós temos um apelido, não é mesmo? E brincadeiras entre amigos são normais. Ah, vai me responde! Qual seu tipo de garota?

PETER- Se eu falar você para de me atormentar?

SCOTT- Me mudo para o Acre

PETER- (Fala por impulso). Gosto muito de ruivas

SCOTT- Ufa. Então a Melanie já pode voltar pra mim

Alguém fantasiado com uma capa preta ouve toda a conversa e sai. Em seguida, adentram As Plásticas, jogando cabelo é andando em câmera lenta. Viola e Cady as olham de cima a baixo, com nojo.

CADY- Baratas siliconadas

VIOLA- Oxigenadas, mas os cabelos delas são lindos. Como é que elas conseguem esse efeito, hein?

As Plásticas param, fazendo pose. Scott se aproxima de Melanie, mas ela o ignora.

SCOTT- Qual é Melanie? A gente namorava

MELANIE- Eu devia estar bêbada

SCOTT- Mas a gente estava namorando até ontem!

MELANIE- Eu bebo muito!

Scott sai, inconformado.

MELANIE- Meninas, som na caixa!

RACHELL/TIFFANY- É pra já!

As meninas começam a dançar sensualmente uma dança perfeitamente coreografada. Melanie mansa um beijo para Peter, que confere mesmo se é para ele. Rachell sai despercebida.

CADY- Tô pretérita. Oferecida!

VIOLA- Quando será que vão apagar essas luzes?

Cady vê Rachell mexendo na eletricidade.

CADY- Agora!

Viola e Cady se entreolham e começam a correr em direção a Peter. CÂMERA LENTA: Melanie perto de Peter, pronta para dar o bote. As meninas correndo. Rachell desligando as luzes. Tudo fica escuro. Quem beijou Peter?

VIOLA- Aí meu Deus! O que eu fiz? Diz que o meu primeiro beijo não foi com o diretor do Colégio

Viola tenta correr, mas seu vestido se rasga e ela acaba pagando calcinha para toda a escola. Algumas pessoas até tiram foto.

CADY- Quanta decadência! Sacanagem

MELANIE- Como é patética

Todo mundo em volta gargalha. Viola fica perplexa.

A cena vai escurecendo.

CORTA PARA.

CENA 05- CASA DE VIOLA- QUARTO [INT./NOITE]

Viola se encontra deitada sobre a cama, chorando compulsivamente. Sua maquiagem está borrada e em sua volta se encontram vários lenços amassados.

VIOLA- Eu sou um fracasso como pessoa. Eu acho que as plásticas tinham razão. Eu não nasci, eu fui cuspida!

Viola chora ainda mais. Uma mensagem acaba de chegar em seu celular. Diz: Babado Do Barro! Peter diz que curte mais as ruivas

VIOLA- Joana Angélica? Que site é esse? Mas também não importa. Só corrigindo… Eu não nasci, eu fui cuspida pelos deuses!

Viola grita e começa a dançar loucamente pelo quarto.

Em minutos, as mensagens chegam nos celulares de todos. Em Melanie:

MELANIE- Para tudo! Alerta salão agora!

Melanie pega a sua bolsa e sai correndo.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

A música continua. Peter se encontra dormindo. A TV de seu quarto está ligada. O jornal passa o seguinte noticiário: Salões de Beleza lotam e tinta vermelha fica em falta no mercado.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Volta em Viola, ainda dançando loucamente. Ela para em frente á porta do quarto.

VIOLA- Cheguei BRASIL! Me segura. Ui!

A porta de seu quarto é aberta e bate em Viola, que cai.

MÃE- Viola, dá pra calar a boca? Eu quero assistir minha novela… Ué, cadê?

Os créditos vão passando pela tela.

CONTINUA…

CENA EXTRA: FARMÁCIA [INT./NOITE]

Farmácia vazia. Apenas uma mulher e um vendedor se encontram. Adentram Tiffany e Rachell, acompanhadas de uma multidão de loucas garotas a procura de uma tinta para cabelo, ruiva.

RACHELL- (Ofegante) Tinta ruiva! Tipo Marina Ruy Barbosa

VENDEDORA- Assim, se eu não me engano ainda deve ter, mas… Só uma

Tiffany olha para um corredor, onde no final outro vendedor segura uma caixa de tinta ruiva. Ela o encara. Ele agarra a caixa, medo e vira- se, mas percebe que não tem saída. A multidão de meninas começa a correr em direção á ele, incontroláveis. Ele grita. A tela se fecha antes de vermos elas chegarem até ele.

| Garotás de Sábado – Sáb e Dom – 21h00

18s17s

Garotas de Sábado | Episódio 1 | Estreia

garotas-de-sabado-logo2

|“Esta é uma obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade”.

CENA 01- COLÉGIO SAN ROMAN [EXT./DIA]

Muitos jovens passando com os celulares em mãos e mochila nas costas. Algumas das mensagens que os mesmos trocam aparecem aleatoriamente na tela:

-Não. Eu não vou namorar você…

-Eu sou lésbica. Quer dizer: eu acho que sou…

-Olha elaaaa!!!

-Cara, você não sabe. Eu tô pegando minha ex- babá…

As mensagens somem. Foca em duas garotas conversando enquanto andam em direção ao portão de entrada. VIOLA (Alta, magra, cabelos ruivos, olhos castanhos. 16 anos) e CADY (Alta, magra, cabelos escuros, olhos castanhos. 16 anos)

CADY Ano vem, ano vai, as novidades chegam e a minha melhor amiga não me conta nada!

VIOLA- Não conto por que não tenho nada pra contar. Cê sabe: Passo as minhas férias na casa da avó, comendo jaca e me enchendo de espinhas, e você?

CADY- Já eu fiquei secando o meu vizinho gato até descobrir por que ele me olhava torto a cada vez que eu passava pela Rua

VIOLA- E por que era?

CADY- Porque eu comprei um sutiã fraco e o bico do meu peito ficava aparecendo, mesmo com a camiseta por cima. A última vez que eu me senti tão constrangida foi quando eu usei um batom sabor menta no dia do meu primeiro beijo. Mulher, como que eu ia adivinhar que o garoto era alérgico a menta? Ele começou a inchar e ficar todo vermelho. Parecia que a cabeça dele ia explodir e ia voar miolos pra todo lado! No começo eu realmente achei que ele estava engasgado com a própria língua, mas isso não vem ao caso agora. E você, amiga? Que batom usou no seu primeiro beijo?

VIOLA- Ah, nenhum. Eu ainda não beijei ninguém

CADY- (Gritando) O QUÊ? MIGA. VOCÊ É B.V?!

Neste momento todos do Colégio param e olham surpresos para as duas. Um garoto que estava andando de bicicleta se distrai, um carro desvia de sua direção a tempo de atropelá-lo, bate nas grades do Colégio e o garoto dá com a bicicleta na parede e cai. Em Cady e Viola.

VAILA- Obrigada

CADY- (Sem graça) Imagina… Precisando tô aqui

Todas as atenções agora focam numa Ferrari roxa que estaciona na frente do Colégio. Saem MELANIE (Alta, magra, loura, olhos azuis), TIFFANY (Alta, magra, cabelos castanhos Dourado, olhos verdes) e RACHELL (Alta, magra, negra, olhos castanhos claros e cabelos da mesma cor). As Diva’s, mais conhecidas como: As Plásticas.

EFEITO CÂMERA LENTA: Todos abrem alas para elas passarem, boquiabertos. Exceto Cady e Viola, que fazem cara de nojo e antipáticas. Em Scott (Alto, forte, louro, olhos azuis. 18 anos. Traja o uniforme do time de basquete), o mais popular, empurrado Peter (Alto, magro, cabelos pretos, olhos azuis. Usa óculos), o mais nerd, dentro de uma lixeira e indo em direção às plásticas. Ele beija Melanie, a mesma para de andar e provoca Cady.

MELANIE- Amada!

CADY- Não encosta, querida, não encosta. Não precisa disso

MELANIE- A cada dia que passa você se torna mais decadente. É incrível sua capacidade de Metamorfose: Uma hora é invejosa e em outra é recalcada!

CADY- E a cada dia que passa eu sou obrigada a ver essa tua cara de bunda com batom Rosa. Vem cá, Melanie, me diz uma coisa; Quanto tempo demorou pra você aprender o significado de decadente e metamorfose?

TIFFANY- Lemos por que além de lindas e populares, somos inteligentes. Eu por exemplo estou lendo a teoria da Branca de neve: Por que só ter um se eu posso ter sete?

CADY- Isso não é um livro, é uma música (Falando baixinho) Como eu não pensei nisso antes?

VIOLA- Você é tão promíscua

TIFFANY- Aí obrigada! E olhe que eu peguei a primeira roupa que vi no meu closet

Viola e Cady se entreolham, confusas.

VIOLA- Rachell, você sabia que se ficar mais de cinco minutos no Sol ele vai secar o seu botox?

RACHELL- Ai amiga, se esconde! Eu devo ter perdido a aula de química

Melanie revira os olhos.

MELANIE- (Estalando os dedos) Vamos meninas. Precisamos resolver os últimos detalhes do baile de hoje á noite. Você vai, né? Scott?

Melanie, Scott e as plásticas se vão.

CADY- Baratas siliconadas

CORTA PARA.

CENA 02- COLÉGIO SAN ROMAN- CORREDORES [INT./DIA]

Movimento atordoado dos adolescentes pelos corredores do Colégio. Foco em Scott e alguns rapazes em volta de Peter, que se sente intimidado.

SCOTT- E aí, mini mouse? Quanto tempo! Saudades do seu cantinho?

PETER- Olha, realmente não há necessidade disso. Pô cara, me deixa em paz

SCOTT- Deixa eu pensar… Não! Enfia ele dentro do armário

PETER- Não, Não, Não…

Os outros o põe dentro do armário e saem rindo.

PETER- Melhor do que o vaso sanitário. Agora eu só tenho que achar o grampo que está… (Desânimo) No bolso de baixo da minha calça

CORTA PARA.

CENA 03- COLÉGIO SAN ROMAN- BANHEIRO [INT./DIA]

Viola e Cady estão dentro da mesma cabine, escutando a conversa das plásticas, que se maqueiam frente ao espelho.

VIOLA- (Sussurrando) Por que estamos escutando a conversa delas?

CADY- (Sussurrando) Pra saber mais detalhes sobre o baile

VIOLA- Até agora eu só ouvi elas comentando sobre como encher o sutiã com lenços sem deixar a impressão de um peito está maior que o outro ou onde elas compraram o bundex com enchimento duplo

CADY- Xiiiii!

As vozes das plásticas se tornam mais altas.

MELANIE- (V.O) Vocês viram, meninas? Aquelas duas fracassadas? “Vadiola” é praticamente uma cópia do sub zero

RACHELL- Tá mais para uma tábua de passar roupas. Sem bunda e sem peito, ridícula!

As Plásticas riem. Viola observa seus seios, chateada.

TIFFANY- Sem falar naquela outra… Aí, ela é tão submissa ao recalque. Parece que não se conforma em ter perdido o posto nas Diva’s. Vai acabar uma velha esclerosada que não sabe diferenciar uma crise alérgica de um sufocamento.

Em Cady, boquiaberta.

MELANIE- Sigam o exemplo delas e vocês vão morrer virgens.

As três fingem arrepios.

CADY- Como ela sabe da crise alérgica? Eu vou dar na cara dela. Você vai ver. Eu vou fazê-la virar contorcionista!

VIOLA- (Confusa) Hã?

CADY- Ah meu bem, a cara dela vai parar em lugares inacreditáveis!

MELANIE- (V.O) Na hora do baile as luzes serão apagadas. Vocês já sabem quem terão que beijar. Agora… Onde guardar isso?

RACHELL- Aqui!

Som de algo abrindo e fechando rapidamente. As Plásticas se vão. Cady e Viola, saem da cabine.

CADY- Você ouviu?

VIOLA- Ouvi! Quanta maldade! É claro que eu tenho peito

CADY- Não isso, a parte das luzes

VIOLA- E daí?

CADY- E daí que é a sua chance de deixar de ser B.V, e o melhor: O cara nem vai saber que está te beijando! E elas com certeza vão beijar um dos professores

VIOLA- Por que fariam isso?

CADY- Elas beijam os professores e depois se fazem de inocentes para eles se sentirem culpados e com medo de perderem o emprego caso abram a boca. Nunca se perguntou por que elas passam com tanta facilidade?

VIOLA- É claro! Mas como sabe disso?

CHARLENE- Eu já fui uma delas, esqueceu? Agora me ajude a procurar o que elas esconderam.

Viola encontra uma mochila dentro da lixeira.

VIOLA- Aqui!

As duas abrem e encontram camisinhas dentro.

VIOLA- Ué, mas eu pensei que elas só beijassem

CADY- Isso serve para caso o plano dê errado e os professores não se sentirem culpados. Elas espalham essas camisinhas por todas as coisas do professor premiado, os denunciam e fazem todos acreditarem que ele é um maníaco viciado em sexo. Elas usaram isso com o professor Tales, três anos atrás

VIOLA- Que podres! Então, temos que destruir essas camisinhas… (As duas se entreolham) Você está pensando no mesmo que eu estou pensando?

CADY- Sim! Que se continuarmos aqui sozinhas e alguém nos flagra com essas camisinhas em mãos, vão pensar que somos duas “bolacheiras”

VAIOLA- Não… Talvez. Esquece, vem comigo

CORTA PARA

CENA 04- COLÉGIO SAN ROMAN- SALA DE AULA [INT./DIA]

Professor dando aula de Física. Alunos entediados. Viola e Cady se entreolham, sarcásticas. Cady se levanta e vai até a janela, fingindo curiosidade.

CHARLENE- Olhem isso!

Todos correm até a janela e riem. Camisinhas flutuam pelo céu como balões, com o rosto das plásticas estampado em foto nelas. Em Melanie, boquiaberta.

MELANIE- O que… É isso?!

VIOLA- A decadência das Diva’s. Quer dizer… Plásticas!

MELANIE- Sua/

PROFESSOR- (Interrompe) Isso é maravilhoso!

VIOLA/CADY/MELANIE- O quê?

PROFESSOR- Vocês estão conscientizando as pessoas a usarem a camisinha em cada relação sexual

MELANIE- (Confusa/ Aliviada) É isso mesmo.

CADY- Não foi/

MELANIE- Dá licencinha fofa! Aceita que viramos Cultura e o nosso brilho não pode ser apagado facilmente

RACHELL- Nós fazemos a diferença enquanto vocês tentam

PROFESSOR- Acrescentarei uns pontos extras e conversarei com os outros para que façam o mesmo. Esplêndido, esplêndido!

Todos da sala as ovacionam. Viola e Cady ficam emburradas.

CORTA PARA.

CENA 05- COLÉGIO SAN ROMAN [INT./DIA]

Em Viola, andando em direção a uma mesa com uma bandeja em mãos. As Plásticas andam em sua direção. Rachell a empurra, a bandeja cai no chão. Viola cata as coisas rapidamente, mas permanece no chão, a observar Melanie ir a encontro com Cady e despejar um copo de suco em sua cabeça.

MELANIE- Isso: é pra você se tocar e aprender que quem nasceu fracassada, vai continuar fracassada. Olha pra mim! Agora olha pra você. Patética.

Melanie lhe dá as costas.

CADY- Você vai ver quem é patética

Cady segue em direção a Scott, o agarra brutalmente pela camiseta e o beija. Viola fica boquiaberta. Todos observam a cena com expectativa. Melanie separa os dois.

MELANIE- Eu não acredito que você beijou essa… Essa…

Melanie grita.

MELANIE- Eu vou beijar o primeiro idiota que aparecer na minha frente!

Melanie avista Peter ao dar as costas e segue em sua direção. Os olhares a seguem. Melanie beija Peter. Em Viola, ainda boquiaberta.

FADE TO BLACK.

[Pausa para intervalo comercial]

CENA 06- COLÉGIO SAN ROMAN- GINÁSIO [INT./DIA]

O sinal acaba de tocar anunciando o fim da aula. Tiffany chama a atenção de Melanie, que se encontra sentada na arquibancada, distraída.

TIFFANY- […] Você ouviu o que eu disse? Melanie

MELANIE- Hã?

TIFFANY- Ai amiga. Deve ser uma Barra o que você passou. É por causa do Scott, né? Pode falar.

MELANIE- Eu não tô nem ai para aquele galinha pegador de outras galinhas. Eu quero que o Scott morra com um taco de beisebol atochado no (Som de um apito sendo soado)

TIFFANY- Então foi por causa daquela aplicação de silicone que você não pode fazer por que é menor de idade? Espera, não fala. Eu já sei! Por causa da humilhação que teve que passar beijando o nerd?

MELANIE- Eu gostei de ter beijado o Nerd. Ele beija bem

TIFFANY- Você não pode estar falando sério

MELANIE- Eu nunca falei tão sério desde o dia que decidi ser loura e usei o sutiã GG da minha mãe para ter seios maiores. Escuta, por trás daqueles óculos deve ter algo de muito interessante, que eu estou super afim de descobrir

Melanie sai. Em Tiffany, boquiaberta. Ela pega seu celular e digita: Rachell, você não vai acreditar. Melanie disse que o beijo do nerd foi bom!!!

= = Corte Descontínuo = =

Em Rachell, eufórica, digita: Melanie disse que o Nerd tem o melhor beijo do mundo e que vocês tinham que experimentar.

E envia. Em poucos segundos as mensagens circulavam pelos celulares de todas as meninas, virando uma verdadeira epidemia.

CORTA PARA.

CENA 07- COLÉGIO SAN ROMAN- CORREDORES [INT./DIA]

Em Peter, a andar pelos corredores. Algumas líderes de torcida passam por ele, jogando charme.

MENINAS- Oi Peter!

PETER- (Confuso) Isso foi comigo…?

Peter encosta-se na parede e abre um livro, quando é surpreendido por Tiffany e Rachell, que o cerca.

TIFFANY- Oi Peter!

PETER- O que vocês querem… E desde quando vocês sabem o meu nome?

TIFFANY- A gente tem uma coisa pra te falar/

RACHELL- Uma coisa muito importante

TIFFANY- Quer ir ao baile comigo?

RACHELL- (Indignada) A gente tinha combinando de dizer juntas!

TIFFANY- O mundo é dos espertos

RACHELL- Sua vaca!

Rachell dá um tapa em Tiffany.

TIFFANY- Não me bate!

Tiffany devolve o tapa. As duas se atracam e caem no chão. Rachell levanta e segue em direção a Peter, mas é interrompida por Tiffany, que a agarra violentamente pelos cabelos e a jogadoras dentro de uma sala. Som de algo caindo no chão e se quebrando. Tiffany põe os cabelos esbagaçados para trás. Em Peter, assustado.

TIFFANY- (Ofegante/Obsessiva) A gente precisa conversar uma coisinha

Imagem de Rachell na porta da sala. HALLO DESFOCADO. Tiffany estava quase perto de Peter, quando Rachell avança e a agarra pelos cabelos.

CORTA PARA.

CENA 08- COLÉGIO SAN ROMAN- REFEITÓRIO [INT./DIA]

Cady e Viola, diálogo. O refeitório se encontra vazio.

CADY- Então quer dizer que a Melanie está interessada no…

VIOLA- Peter, as mensagens se espalharam como dengue nos celulares das meninas. Bom, se a Melanie que é a Melanie gostou… Quem sabe ele não tem algo de realmente interessante por trás daqueles óculos

Cady ri, discretamente.

VIOLA- Ué, o que foi? Acha que eu não posso seduzir o garoto?

CADY- No meio de tantas louras peitudas? Você realmente acha?

VIOLA- O que podem ter que eu não tenho?

CADY- Além dos peitos? A bunda

VIOLA- Ora, mas eu tenho inteligência

CADY- Amiga, se as prostitutas para ganhar dinheiro tivessem que ser inteligentes, elas não seriam prostitutas

Cady faz uma cara de “Desculpa, mas é verdade” e sai andando.

VIOLA- Pois saiba que eu vou entrar nessa disputa! Nem que eu tenha que botar silicone até na língua e ficar parecendo aquelas mulheres frutas dançando o trela-trela!

Viola, pega um prato e joga contra Cady, mas pega na parede. Cady grita.

CADY- O que deu em você?

VIOLA- O que você acha que deu em mim?

CORTA PARA.

CENA 09- COLÉGIO SAN ROMAN- CORREDORES [INT./DIA]

Muita confusão e gritaria. Todas as meninas do colégio trocando tapas e puxões de cabelo. Algumas brigam no chão mesmo, outras na sala do diretor, sem o menor pudor.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Um prato acaba de se chocar contra a parede. Cacos de vidro e saltos no chão. Em Cady e Viola, trocando tapas no chão. Elas rolam no chão. Viola agarra Cady pelos cabelos e a joga contra uma prateleira de panelas, em seguida sai correndo em direção a porta. Cady, por sua vez retira o salto que lhe restou dos pés e atira contra Viola, que cai antes mesmo de chegar na porta.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

A confusão nos corredores continua incontrolável. Professores e diretores sem saber o que fazer. Um professor pergunta a Peter, que no momento se preocupa em se esconder.

PROFESSOR- O que está acontecendo? Sabe me dizer?

PETER- EU/

E é interrompido por Tiffany que dá uma bofetada na cara do professor e chuta suas partes íntimas. Ele cai agonizando de dor.

TIFFANY- Se toca querido, que o bofe é meu. Aliás… Você nem faz o tipo dele!

Tiffany faz cara feia para o diretor, que se assusta com tamanha semelhança a um canibal. Tiffany avista Peter, que acaba de cruzar para outro corredor. Ela grita e corre atrás dele. Todas as outras meninas que estavam brigando param e fazem o mesmo.

TIFFANY- Atrás dele!

Peter põe-se a correr mais depressa. Ele adentra em uma sala escura- A música para- e finalmente consegue respirar, ofegante. As luzes da sala são acesas.

PETER- O que?!

Peter avista Melanie, ela acendeu as luzes.

PETER- (Exausto) Ah não, por favor.

MELANIE- Esquece todas aquelas idiotas e foca na gente. Eu preciso te mostrar uma coisinha

Melanie retira a sua camiseta e fica apenas de sutiã. Peter tenta correr, mas acaba tropeçando e caindo. Melanie o arrasta pelas pernas para perto de si e sobe em cima dele.

MELANIE- É só você me beijar!

Peter contorna a situação e agora ele que está em cima dela.

PETER- Me solta!

Melanie o empurra e sobe em cima dele novamente.

MELANIE- Nem morta

Melanie ia beijar Peter, quando é interrompida pelo diretor, que adentra na sala, gritando.

LUCIUS- Chega! Acabou a confusão!

A imagem vai escurecendo devagar, em uma vinheta preta.

CONTINUA…

| Garotás de Sábado – Sáb e Dom – 21h00

18s17s

 

Dia 26 ° 21h | Estreia “Garotas de Sábado”

gds04

“E teria sido mais um belo dia de segunda-feira”.

Viola Turner e sua amiga, Cady Benson, estudam o ensino médio no colégio San Roman. Cady já foi uma do grupo de meninas mais populares do colégio, conhecido como “As Plásticas”, no entanto foi expulsa após se recusar a participar do plano conhecido pelas integrantes do grupo como “Boleto Premiado”. Viola tem 17 anos e não se conforma com seus seios e bunda pequenos. Nunca foi popular nas escolas em que freqüentou e adora Química. Á nova formação “Divas” (As Plásticas) é composta por Melanie Allen, Tiffany Wood e Rachell Zummach, ás três seguem todo ano com o plano e não se importam com nada e ninguém além delas mesmas. Melanie namora Scott Ulric, o garoto mais lindo e popular do colégio, que faz parte do time de Beisebol. Ele e seus amigos do time vivem de infernizar a vida do anti-social e nerd Peter Thierry, que constantemente faz uma visitinha a Sra privada e ao Sr armário. Acontece que Viola e Cady estão cansadas das plásticas e quase sem querer escutam uma conversa sobre a próxima vítima do “Boleto Premiado” e decidem tentar impedi-las antes da festa de boas vindas que acontece a noite. Viola e Cady decidem armar contra as plásticas, o que dá errado e Cady e Viola, são mais uma vez humilhadas por Melanie Allen e as plásticas. Para se vingar, Cady beija Scott na frente de todos e Melanie, por impulso, acaba beijando o primeiro idiota que vê pela frente- O idiota é Peter Thierry-. Depois que Melanie conta para Tiffany, que conta para Rachell, que “complementa” a história e espalha pela escola inteira que Melanie tinha gostado do beijo Peter “E que todo mundo tinha que experimentar”, todas as meninas do colégio passam a perseguir Peter e tentar beijá-lo de qualquer forma. Sabendo disso e esquecendo-se todos os outros rapazes, a amizade de Cady e Viola vai pro espaço e como todas as outras garotas, passam a disputar a atenção e a boca do garoto até então nunca lembrado.

Viola, Melanie e Cady travam uma verdadeira guerra para beijá-lo primeiro. Diretores e professores sem saber o que fazer diante da epidemia que atingiu as meninas do colégio e que só o beijo de Peter é a cura.

PREPARE-SE, A GUERRA VAI COMEÇAR.