Arquivo da categoria: Alto Agito

Alto Agito | Segunda Temporada | Último Capítulo – Parte II

log-alto-a-2.png

Alto Agito; Agora Eu Quero Tudo!
Capítulo 15- Último; PARTE II.

CENA 01. CEMITÉRIO. INT. DIA.

Todos se encontram no enterro de Lucas. Apenas Thalita, Mathew, Ariadne, Dúlio e Adalberto encontram-se em volta ao túmulo.

THALITA- Ainda não acredito que isso aconteceu. Eu achei que seria como as outras vezes, a gente sempre escapava.
MATHEW- A gente escapou, mas ele não. Essa é a diferença. A gente estava tão feliz…

Mathew começa a chorar. Ariadne cochicha.

ARIADNE- Onde é que está o Lorenzo?
DÚLIO- Ele falou que estava a caminho.

CENA 02. CORREDORES. INT. DIA.

Kaila vem andando pelos corredores, seu sapato faz barulho. Ela adentra num quarto. Uma pessoa está sentada numa cadeira, de costas. Kaila fala, hesitante.

KAILA- Eu fiz exatamente o que você mandou.

Grande expectativa. CAM dá um giro e finalmente revela a pessoa por trás de tudo. Suspense. Lorenzo é revelado, seus olhos encontram-se vermelhos. Não dormiu a noite toda.

LORENZO- Não era pra ter matado ninguém…

Tocando POR QUE NÓS- Marcelo Jeneci.

Takes vão se passando em pequenos cortes entre o cemitério e o quarto onde Lorenzo encontra-se. Pouco a pouco as pessoas vão se despedindo de Lucas e indo embora, apenas Mathew fica. Demora um pouco e joga um rosa. CAM foca no túmulo de Lucas. Mathew se vai. A tela escurece.

FIM DA TEMPORADA

18492675_1943680439237418_1628045848_n

Programação.png

1guf88

Alto Agito | Segunda Temporada | Último Capítulo – Parte I

log-alto-a-2.png

Alto Agito; Agora Eu Quero Tudo!
Capítulo 15- Último
“Esse é o fim… De mim”.

CENA 01- HOLANDA-AMSTERDÃ- LAGO. INT. NOITE.

Thalita, Lorenzo, Ariadne e Dúlio acabam de chegar ao encontro de Lucas, nervosos. Lucas está desesperado.

LUCAS- Como isso foi acontecer?
THALITA- Eu não sei! Mas essa droga está indo longe demais.
ARIADNE- O que a gente vai fazer? Onde ele escondeu o Mathew?

O celular de Lucas toca. Ele retira do bolso. Mensagem de texto. Engole em seco. Abre e lê. Susto.

LUCAS- Aqui diz que temos menos de 20 minutos para chegar onde o Mathew está, se não ele morre.
THALITA- Onde?
LUCAS- Nesse endereço… Eu não conheço.

Thalita pega o celular.

THALITA- Mas isso aqui é uma antiga fábrica de bonecas holandesas. Elas pararam de ser fabricadas faz um tempo já. Eu tenho uma delas.
LORENZO- Ótimo, agora é só ir pra lá, certo?
DÚLIO- E chamar a polícia antes.
LUCAS- Taxi!

Lucas dá com a mão e o taxi para. Adentram Lucas, Thalita e Ariadne.

LORENZO- Vão na frente, a gente pega outro taxi!

O taxi parte. Lorenzo esfrega o cabelo. Preocupado.

CENA 02. TAXI. INT. NOITE.

Lucas se encontra pensativo, com a cabeça encostada na janela e o celular em mãos. Thalita e Ariadne se encontram abraçadas, atônitas. Uma lágrima cai do rosto de Lucas. O celular vibra. Mensagem. Ele abre. Lê:
“Por quê garotos mãos sempre vão para o inferno”. Lucas fecha os olhos, apreensivo.

FLASHBACK ON.

E uma pá é acertada com força numa cabeça. Marceline cai.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Aréia é jogada sobre a câmera. Lucas olha para dentro do buraco em que enterra Marceline. POV. Alguém observa tudo atrás de uma árvore. Uma quarta pessoa acaba de chegar. CAM não pega seu rosto. Lucas discute feio com essa pessoa, que cambaleando, vai embora. Ofegante, olha para lado. Ele viu a pessoa que o observava. Chega perto.

LUCAS- Quem está aí?

CHICOTE. A pessoa passa a correr. DOLLY OUT. Câmera recua, abandona a cena.

FLASHBACK OFF.

CENA 03. FÁBRICA DE BONECAS. EXT. NOITE.

O taxi acabara de estacionar. Lucas, Thalita e Ari descem. Eles se entreolham. Lucas dá o primeiro passo. Vai na frente. Thalita e Ariadne o segue.

CENA 04. FÁBRICA DE BONECAS. INT. NOITE.

Passos. Eles já se encontram no local. A fábrica velhaé grande, com dois andares. A máquinas encontram-se paradas e milhares de caixas espalhadas estão. Uma sirene começa a soar alto. Todos tapam os ouvidos. Muita fumaça invade o local. Tossem.

THALITA- Lucas…
LUCAS- O que..
ARIADNE- Thalita, Lucas…

E caem no chão. Inconscientes. POV. Visão turva. Agora, na mais completa escuridão.

FADE TO BLACK.

ABRE A CENA;

Lorenzo e Dúlio acabaram de chegar e adentrar na antiga fábrica. Tudo muito tranqüilo. Nenhum vestígio de que qualquer outra pessoa tinha passado por alí.

DÚLIO- Estranho… Já eram para terem chegado. Alguma coisa deve ter acontecido.
LORENZO- Tem razão. Um engarrafamento talvez as tenha atrasado.
DÚLIO- Não me pareceu uma cidade muito agitada.
LORENZO- Não me pareceu muita coisa faz um tempo… É melhor nos separarmos para procurar alguma coisa.

Dúlio acente, os dois seguem em direções contrátrias. Dúlio chega numa parte escura, onde várias bonecas em tamanho humano se encontram aposentadas e empoeiradas. Observa os sorrisos maníacos e olhares psicodélicos. Tensão. Suspense. Súbitamente alguém fantasiado com uma roupa preta o ataca, empurrando-o contra a parede. Rapidamente enrola-o por completo com um plástico pegajoso. Abre uma freezer e o empurra dentro, fechando a porta. Com mãos e pernas enroladas, e boca calada, nada pode fazer. Desespera-se. Não sobreviveria por muito tempo. Alguém precisava chegar.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Lucas encontra-se dentro de uma caixa gigante de vidro. Deitado. Do chão, começa-se a subir água rapidamente. Lucas vai despertando e nota a água. Senta-se, apavorado.  Olha os lados. Levanta-se e começa a bater no vidro, desesperado.

LUCAS- Socorro! Socorro alguém me ajuda! Socorro!

Ofegante, Lucas tenta encontrar uma saída.

LUCAS- Ai meu Deus!

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Mathew continua no mesmo estado de antes. Olhos fixos, não respira. CAM aproxima-se de seu rosto. Grande expectativa. Suspiro. Respira. Tosse.

MATHEW- Alguém (agonia)… Alguém me ajuda. Ai. Alguém me ajuda… Me tirem daqui.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Thalita corre pelos cantos, procurando todos.

THALITA- Ari! Lucas!

Ela olha para o corredor, alguém acabara de cruzar um corredor, que dá direto a escada. Thalita corre atrás.

THALITA- Ei! Volta aqui!

A pessoa corre. Thalita a segue e a alcança. Puxando seu ombro. Os cabelos da pessoa longos, ondulados e pretos estão a amostra, embora o rosto tenha sido coberto por uma máscara. Ela dá uma bofetada em Thalita, que se enfurece e lhe devolve a bofetada, puxa seu ombro com violência e lhe desce outra bofetada, puxando sua máscara e se surpreendendo.

THALITA- Você…

Grande tensão.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Ariadne corre enquanto chora, desesperada. Chega ao local onde várias bonecas tamanho humano. Acaba, por distração, esbarrando em uma. A cabeça da boneca cai, e do pescoço dela, jorra tinta (sangue). Ariadne grita, pânico e derruba a boneca no chão, chorando. Vira-se, avista o freezer. O olha fixamente. Limpa o vidro e percebe que tem alguém dentro. Abre o freezer. Dúlio cai.

ARIADNE- Dúlio… Dúlio!

Ariadne tira todo o plástico pegajoso de Dúlio, que respira com dificuldade. Gelado.

ARIADNE- Calma…

Ariande o abraça.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

THALITA- Você.

CAM dá um giro e revela Kaila.

LUCAS- Soco..rro!

Thalita olha para a grande caixa. A água já bate no pescoço de Lucas. Lorenzo vem correndo e para frente a grande caixa, perplexo.

THALITA- Lorenzo!

Kaila sai correndo, Thalita pensa em correr atrás dela, mas desce. Ela avista o báu se mexendo. Alguém bate constantemente.

THALITA- Tem alguém alí!
MATHEW- Me tira daqui!
THALITA- É o Mathew!

Thalita sorri e olha para a caixa de vidro. A água está quase soterrando Lucas. Ari e Dúlio vêem. Dúlio, apoiado em Ariadne.

THALITA- Me ajuda!

Lorenzo não sabe o que fazer, confuso. Avista um machado velho e quebra o cadeado do baú. Mathew, imediatamente sai. Respirando. Avista Lucas. Á água já o engoliu por completo. Agora tenta não respirar, a água transborda da caixa. Lucas se desespera. Todos correm até lá.

THALITA- Quebra o vidro.
ARIADNE- Quebra logo!

Lorenzo dá com o machado no vidro, que racha, apenas.

MATHEW- De novo! Bate de novo.

Lorenzo ia bater, quando subitamente uma bala perfura o vidro. Todos olham para cima. Kaila acabara de atirar contra a caixa, que se quebra, derrubando toda a água, inclusive Lucas. Tosse. Kaila corre. Mathew agarra Lucas e faz respiração boca a boca, Lucas cospe água e sangue. Mathew não entende.

MATHEW- O que?

Mathew olha para baixo. Lucas sangra. O tiro pegou em seu coração.

MATHEW- Chamem a ambulância! Chamem!

Mathew grita desesperadamente. PLANO AERÉO. A tela escurece.

CENA 05. HOSPITAL. INT. NOITE.

Abre a cena. POV. Lucas vê um médico, Thalita, Lorenzo, Ariadne, Mathew e Dúlio. Todos desesperados. Fecha os olhos. Deduz que esteja sendo transportado por um corredor. Abre. Sente sua boca seca e algumas vozes que atordoam sua cabeça.

… Você vai ficar bem…
… Reaja, por favor.
… Lucas…

E choro. Muito choro. Fecha os olhos novamente. E não vê mais nada.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

A cirurgia para retirar a bala do peito de Lucas é executada minusiosamente. O aparelho conta seus batimentos.

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Todos aguardam na sala de espera do hospital. Mathew e Thalita parecem os mais abalados.

MATHEW- (Chora) E se ele não sobreviver?
THALITA- Ele vai sobreviver…
LORENZO- Ele precisa.

Adalberto acabara de chegar. Thalita corre e o abraça.

THALITA- Pai…

= = CORTE DESCONTÍNUO = =

Tocando POR QUE NÓS- Marcelo Jeneci.

Os médicos fazem o possível ba cirurgia. Tudo muito eficaz. E os batimentos começam a cair.

MÉDICO- Rápido, rápido…!

Todos se agilizam e tentam.mantê-lo vivo. Algo estava errado. E o bip do aparelho soa. O coração parou de bater. Silêncio. Os médicos desistem. Lucas morreu.

FIM DO CAPÍTULO

18492675_1943680439237418_1628045848_n

Programação.png

1guf88

Alto Agito | Segunda Temporada | 14 | Penúltimo Capítulo

log-alto-a-2.png

Alto Agito | Segunda Temporada | Últimos Capítulos

log-alto-a-2.png

“Alto Agito; Agora Eu Quero Tudo!
Capítulo 13- Antepenúltimo.
Escrita Por EVERTON BRITO.

Continuação Do Capítulo Anterior…

CENA 01. PRAIA. EXT. DIA.

Tocando STAND BY YOU- Rachel Platte.

Todos em pés. Todos usam uma coroa de flores na cabeça. Mathew encontra-se já a espera de Lucas, ancioso, inquieto. Grande expectativa. E Lucas finalmente é visto, vem com Thalita. Mathew sorri. Os dois andam em direção à Mathew, que também caminha de encontro aos dois. Os dois param frente a frente. Sorriem. Mathew dá a mão para Lucas, que pega, os dois caminham à direção do cerimônialista. A cerimônia inicia-se.

CERIMÔNIALISTA- Eu tenho por mim que cada alma tem outra com quem se indentifique e outras que não tem tanta coisa em comum. Mas uma coisa é certa, toda alma tem outra alma à procura justamente de uma alma gêmea. E quando essas almas se encontram, nem que sejam se esbarrando por acaso num lugar qualquer, surge o amor. E esse… Ah, esse sempre sabe a alma certa a quem se doar.

Ariadne abana-se.

DÚLIO- Você está bem?
ARIADNE- É que eu sempre me emociono em casamentos.
DÚLIO- Deve ser assim todas as vezes que vai em um.
ARIADNE- Não, essa é a primeira vez que vou a um casamento.

Depois de trocarem os votos, Mathew e Lucas assinam, depois os padrinhos. Todos aplaudem. Mathew e Lucas beijam-se.

CENA 02. AEROPORTO. INT. DIA.

LETREIRO: RIO DE JANEIRO.

A mulher sorri para a pessoa que acaba de fazer o chek in.

MULHER- Holando, Amsterdam. Ótima escolha. É um lugar lindo. Boa viagem.

A mulher devolve o passaporte da pessoa, uma mão enluvada pega-o. Ela sorri novamente.

CENA 03. PRAIA. EXT. TARDE.

Tocando SOCORRO- Arnaldo Antunes.

Quase fim de tarde. A festa continua. Todos dançam. Lucas se diverte com Thalita e Ariadne. Adalberto chega perto.

LUCAS- Pai!
ADALBERTO- Filho… Parabéns! Eu te desejo toda a felicidade do mundo.
THALITA- E vai ter! Pai, vai ter..
ARIADNE- Eu também me emocionei muito, cara. Lindo demais.

Lucas sorri e fala. Mathew encontra-se sentado nas areias, com os braços apoiados nos joelhos. Ele observa o mar, a fraca luz meio alaranjada do sol reflete em seu rosto. O vento sopra seus cabelos, que voam para o lado. Ele está pensativo.  Lorenzo senta-se ao seu lado. Respira, sorri.

LORENZO- Lindo, né? É… Você venceu. Eu demorei pra perceber que não podia competir com você. Acho que eu nunca pude.
MATHEW- E agora a gente está casado. A ficha não caiu ainda.
LORENZO- Cuida bem dele. Eu quero tanto que vocês sejam felizes. Não deixa ele ficar triste. Sei lá, nessas horas fala algo engraçado, alguma idiotice qualquer, fala de como você se apaixonou por ele. Das vezes que você se matava por dentro só para chamar sua atenção. Enrola, só não deixa ele chorar, tá bom…?
MATHEW- Sabe esse mar? Esse sol, esse clima, esse cheiro? Tudo faz parte de um cenário perfeito para fazer eu me apaixonar ainda mais por ele. Eu vou saber o que fazer.
LORENZO- Eu sei que vai.

As pessoas vão indo embora pouco a pouco. Mathew permanece no mesmo lugar onde estava. Até não sobrar, mas nenhuma pessoa e anoitecer. Alguém observa ele. Revela Lucas.

LUCAS- Mathew.

Mathew vira-se. Lucas sorri, serenamente, Mathew retribui o sorriso.

CENA 04. HOLANDA- AMSTERDAM: Vondelpark. EXT. NOITE.

Tocando SIGN OF THE TIMES- Harry Styles.

Thalita encontra-se sentada num banco, lendo um livro, frente ao lago gelado. Lorenzo chega e senta ao seu lado, esfregando as mãos.

LORENZO- Faz frio aqui, né?
THALITA- (Sorri Timidamente) É.
LORENZO- Que livro é esse que você está lendo?
THALITA- Pequeno Príncipe. Eu já li bilhões de vez, mas é minha história favorita.
LORENZO- Thalita… A gente precisa resolver a nossa história. Saber se ainda existe “A gente” ainda.

Thalita o olha, apenas.

CENA 05. HOLANDA- AMSTERDAM: Vondelpark. EXT. NOITE.

Ariadne corre de Dúlio. Os dois riem. Ela se esconde atrás das árvores. Corre de novo. Dúlio a alcança. Ela grita.

ARIADNE- Vão pensar que somos dois malucos!
DÚLIO- Que pensem, as vezes é chato ser igual a todo mundo. Ser exatamente igual a quem não é igual a mim.
ARIADNE- Hmmm. Virou filósofo agora?
DÚLIO- Poeta.
ARIADNE- Ai, esse lugar é tão lindo! Olha essa árvore, esse lago. Tudo parece um sonho. Um conto de fadas.
DÚLIO- Olha, aqui não tem uma carruagem com cavalos brancos, mas temos ônibus. Não existe um príncipe, mas você tem um sapo à sua disposição, também não temos sapatinhos de cristal, mas a gente pode substituir por beijos.

Dúlio beija Ariadne.

ARIADNE- Bobo.

Ariadne beija Dúlio.

CENA 06. HOLANDA-AMSTERDAM: Praia. EXT. NOITE.

Tocando CARRY YOU HOME- James Blunt.

Lucas e Mathew bricam no mar. Riem. Jogam água um no outro. Mathew joga Lucas na água. Se divertem. Lucas sai correndo, Mathew corre atrás.

LUCAS- Dúvido você me pegar!

Lucas corre, Mathew corre e em poucos segundos o alcança, os dois caem no chão. Ninguém na praia, apenas a luz da lua ilumina os dois. Mathew fica por cima de Lucas.

MATHEW- Te peguei.

Mathew sorri e olha para Lucas, que respira ofegante. Seu sorriso vai indo embora. Mathew contorna seus lábios com os dedos. Mathew o beija. Ele tira a camisa. Lucas aperta o ombro de Mathew. PLANO AÉREO. CAM, de cima, vai mostrando os dois fazendo amor. Ouvimos risos.

A música continua. Corta para a os créditos subindo enquanto trechos da abertura são exibidos juntamente com o tema de ENCERRAMENTO; CARRY YOU HOME- James Blunt.

FIM DO CAPÍTULO.

MATHEW- (Ri) Eu te amo.
LUCAS- Eu te amo…

18492675_1943680439237418_1628045848_n

Programação.png

1guf88

Alto Agito | Segunda Temporada | Últimos Capítulos

log-alto-a-2.png

Alto Agito | Segunda Temporada | Capítulo 11

log-alto-a-2.png

“Alto Agito; Agora Eu Quero Tudo!”
Capítulo 11.

Continuação Do Capítulo Anterior…

CENA 01. RUA. EXT. NOITE.

Mathew, Thalita, Lorenzo e Ariadne continuam a procura de Lucas.

LORENZO- Onde será que ele se meteu?

Elas percorrem toda a rua e Mathew avista o anel que deu a Lucas caido no chão.

MATHEW- Ei!

Mathew corre e pega o anel.

MATHEW- O anel que eu dei para ele.
THALITA- Se o anel caiu aqui ele só deve ter entrado naquela construção ali!
ARIADNE- Ou continuou… Mas vamos arriscar.

Ariadne vai na frente. Os outros a seguem.

CENA 02. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

Lucas encontra-se no chão, atônito. Não demostra nenhuma reação. Encontra-se olhando para o nada. Enfim, levanta-se e sai andando.

CENA 03. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

Takes; Lorenzo, Ariadne,Thalita e Mathew separam-se para procurá-lo. Cada um num canto, num beco ou em qualquer outra parte da construção. Todos com semblante de preocupação e mistério.

CENA 04. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. CORREDOR. INT. NOITE.

Uma pessoa, cujo não vemos, segura um machado e caminha até uma porta no fim do corredor, a passos lentos e tensos.

CENA 05. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

Ícaro acaba de colocar outra camiseta. Está num lugar onde provavelmente seria um banheiro. Fecha a mochila, onde guardou as roupas que usava. Sorri, malicioso. Atrás de si, sutilmente a porta é aberta por uma mão enluvada, ainda segurando o machado. Ícaro vira-se. A porta se fecha.

ÍCARO- Quem é você? Que brincadeira de mal gosto é essa?

A pessoa ergue o machadao. Ícaro, rapidamente avança em cima para pegar o machado, em vão. A pessoa o empurra contra a parede, mas Ícaro avança outra vez e a pessoa lhe dá um golpe com o machado apenas. Seu corpo cai no chão, separado da cabeça de Ícaro. O golpe lhe arrancou a cabeça. A pessoa joga o machado ao lado dele.
Grande suspense.

CENA 06. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

Lucas, agora, encontra-se no mesmo lugar. Thalita aparece, ofegante e grita.

THALITA- Ele está aqui!

Rapidamente todos chegam, cada um de uma direção. Correm até Lucas.

THALITA- Você está bem? Lucas.

Lucas chora de dor.

ARIADNE- O que aconteceu?
LORENZO- Eles fizeram alguma coisa com você.

Lucas se encolhe. Todos entendem.

MATHEW- Ei… Calma. Você vai ficar. Eles vão ser presos.
THALITA- Vem, levanta.

Thalita ajuda Lucas a se levantar. Ariadne avista uma poça de sangue vindo em direção deles.

ARIADNE- O que é aquilo?!

Todos olham e se entreolham, assustados.

CENA 07. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. CORREDORES. INT. NOITE.

E eles seguem os rastros de sangue. Notam que vem de uma porta. Param e entreolham-se. Lorenzo aproxima-se da porta. Gira o ferrolho e abre. Todos gritam. Ícaro encontra-se sentado, com a cabeça em devido lugar, mas ela não se segura e cai no chão. Close em seus rostos apavorados.

FADE TO BLACK. A tela escurece.

CENA 08. RUA. EXT. NOITE.

Sirenes da policia. Várias viaturas paradas. Interditaram o lugar. Todos dizem o que aconteceu ao delegado.

DELEGADO- As coisas nessa cidade só se movimentam quando vocês estão por perto.
MATHEW- O que o senhor quis dizer com isso.
DELEGADO- Nada, absolutamente. Venho também vos informar que o.corpo de Caco Boaventura foi encontrado.
LUCAS- Como assim encontrado?
THALITA- É não faz sentido.
LUCAS- O Caco morreu queimado. Quando ele mesmo explodiu aquela estação de trem abaixo do cativeiro. Não tem corpo.
DELEGADO- Negativo. Caco não morreu na explosão.
LORENZO- O que?!
ARIADNE- Como assim?!
DELEGADO- O corpo foi encontrado naquela mesma floresta. A perícia afirma que Caco Boaventura morreu de traumatismo craniano. Não tem cara de que foi um acidente. Alguém bateu com força na cabeça dele. Foi um assassinato.

O baque foi inevitável. Todos se entreolham, assustados. O delegado observa todos.

CENA 09. ESTRADA. INT. NOITE.

Câmera vai se aproximando de um carro que bateu numa árvore. Se encontra completamente amassado e a árvore envergada. Revela duas pessoas dentro do carro. Os dois garotos que violentaram Lucas junto com Ícaro. O primeiro está com a cabeça no volante, sangrando, o segundo enganchado nas peças. Ambos mortos. Mesmo assim, o farol encontra-se aceso.

FIM DO CAPÍTULO

18492675_1943680439237418_1628045848_n

Programação.png

1guf88

Alto Agito | Segunda Temporada | Capítulo 10

log-alto-a-2.png

Alto Agito; Agora Eu Quero Tudo!
Capítulo 10

Continuação Imediata Do Capítulo Anterior…

CENA 01. MOTEL/QUARTO. INT. NOITE.

Ariadne, descontro-la e derruba alguns jarros e copos de vidro no chão. Chora e grita com Belmiro, que se sente acoado.

ARIADNE- Como você pode? Dizia que ia a igreja quando na verdade vinha aqui trair a minha mãe com uma prostituta! O que é que foi? Vai negar? Vai dizer que estava aqui fazendo doações? Cuidando de crianças doentes?
BELMIRO- Minha filha, você/
ARIADNE- Não me chama de filha! Você não é meu pai… Por que pai, pai cuida, pai estimula, não joga fora os filhos feito lixo como você fez.comigo! Encheu a boca para me chamar de vagabunda e me expulsar de casa. Falou que eu não prestava… Acho que é de família.
BELMIRO- Eu não vou ficar aqui ouvindo absurdos de uma garota insuportável como você.

Ariadne vira-se e disfarçadamente põe o gravador de seu celular pra gravar.

ARIADNE- Eu vou contar tudo pra minha mãe. Você não vai enganar ela nem mais um dia!
BELMIRO- E o que que você vai contar pra ela, heim? Que você me viu aqui? Será que ela vai acreditar em quem? Eu conta uma mentira para aquela tonta e ela cai.
ARIADNE- Não fala assim da minha mãe!

Belmiro pega no braço de Ariadne e a guia até a porta.

BELMIRO- Trai mesmo e sabe por que? Por que ela nunca foi capaz de satisfazer meus desejos. É claro que eu tive que buscar na rua o que eu não tinha em casa. Aquela monga nunca desconfiou de nada e não é você que vai mudar isso! Eu nunca quis ter filho, nunca! Você sempre foi um estorvo na minha vida! Você e sua mãe.
ARIADNE- Você não presta. É podre, por dentro e por fora! Eu te odeio.
BELMIRO- Tem certeza que quer comprar essa briga comigo?

Belmiro bate a porta na cara de Ariadne, que sai de lá aos prantos.

Tocando SERIA TÃO FÁCIL- Tânia Mara.

A moto de Dúlio para frente a Ariadne. Eles se entreolham.

ARIADNE- (Chorando) Me leva para casa, por favor.

Os dois se abraçam. A música continua. O sol nascendo no Rio de janeiro, refletido nas águas do mar.

CENA 02. IGREJA. INT. DIA.

Belmiro está pregando para várias pessoas na igreja.

BELMIRO- Então irmãos. Acreditem! Acreditem e tenham fé que tudo vai mudar. A vitória vem para todos e/

Um som alto começa a tocar.

BELMIRO- Mas o que é isso?!

Belmiro larga o altar e vai andando até a
SAÍDA, juntamente com todos da igreja. Revela Ariadne, Thalita e várias outras meninas frente a igreja com um carro de som atrás delas.

ARIADNE- (Com o microfone em mãos) Vocês acharam que eu não ia rebolar a minha bunda hoje, né?

Ari ri e estala os dedos e começa a cantar, enquanto as outras dançam.

Tocando ARREGAÇADA- Banda Uó.

ARIADNE- (Canta) Eu sei que você olha pra mim
Quando me vê dançando feito uma macaca.

Toda arregaçada, toda arregaçada
Arregaçada
Toda arregaçada
Arregaçada
Toda arregaçada
Eu sei que é estranho quando você olha assim pra mim, eu sei
A mão tá lá em cima, o pé tá na cabeça
Você acha que eu tô de bobeira?
Não tô não, você sabe que não
Então por que cê tá nessa?
Tô chamando atenção, tô chamando atenção
Todo mundo fica olhando quando gira o bumbum
Arregaçada
Toda Arregaçada.
Arregaçada.
Toda Arregaçada.

Belmiro olha em volta, todas as pessoas comentam. As meninas dançam sensualmente, indo até o chão, voltando, jogando a perna pro alto e movimentoa empolgantes.

ARIADNE- (Cantando) A gente chega no bar, sabe
São 5:47 da manhã, bateu aquela fome.
O boy chega fala com você, você fala com ele
Aí você diz assim: Qual que é?
Daí ele fala assim: Ai, não sei
Daí eu falo: Então show
Daí a gente arrasta no chão. Me viu nua.
Eu tô tão louca, eu tô maluca
Mamada, eu tô assim.

Toda arregaçada
Arregaçada (ah, eu tô mesmo)
Toda arregaçada (eu nem ligo)
Arregaçada (ai, me deixa)
Toda arregaçada (tô só dançando aqui só)
Arregaçada (eu gosto de dançar)
Toda arregaçada (botaram alguma coisa na minha bebida)

Arregaçada.
Eu tô arregaçada mesmo, ninguém paga minhas conta.

Ari termina a música com um gritinho. As meninas riem. Belmiro pega nos braços de Ari e a sacode.

BELMIRO- Que palhaçada é essa garota?
ARIADNE- Pensei que isso aqui fosse um circo onde você era a atração principal.
BELMIRO- Eu vou contar pra sua mãe, daí eu quero ver você continuar com esse sorriso irônico no rosto.
NOLA- (V.O) Não precisa, eu já tô aqui.

Belmiro vira-se e vai em direção a Nola.

BELMIRO- Você viu? Essa sua filha desavergonhada me evergonhando na frente de todos os fiéis.

Nola o surpreende com uma bofetada no rosto.

NOLA- Cala a boca! Não abre a boca nunca mais pra falar da minha filha e nem pra enganar ninguém! Cala a boca, entendeu?

Os dois se encaram.

CONT.:

Todos se surpreendem com o tapa que Nola deu em Belmiro, inclusive ele mesmo.

THALITA- Da-lhe dona Nola!

As meninas riem.

BELMIRO- Mas o que significa isso?
ARIADNE- Ontem você perguntou se eu queria comprar essa briga, pois é, eu comprei e não perdi meu dinheiro.
NOLA- Eu já sei de tudo seu canalha! O que você vazia além de me trair e rir dá idiota aqui pelas costas, han?
BELMIRO- Deve estar havendo um engano aqui.
NOLA- Não está havendo engano algum (Grita para todos). Esse homem aqui é um farsante! Não vale o pão que come. Enquanto ele prega o bem e dá um de bom samaritano, me trai com um qualquer! E não duvido nada que roube a igreja também (À Belmiro) A Ariadne gravou tudo, toda a conversa de vocês.
BELMIRO- Isso pode ser montagem, qualquer pessoa/

E Nola desce mais um tapa em seu rosto.

NOLA- Para de me fazer de idiota!

Um rapaz aparece segurando algumas malas, e as põe no chão.

NOLA- Vai morar num motel com as suas amante, por que a monga aqui cansou. E fique sabendo que vou pedir uma liminar para que você nunca mais chegue perto nem de mim, nem da minha filha.
BELMIRO- Mas o que é isso Nola, a gente é casado.

Nola retira a aliança do dedo e joga em Belmiro.

NOLA- Não é mais.

Ari abraça Nola. As duas saem andando, junto com todos, deixando Belmiro sozinho.

SEQUÊNCIAS DE SEQUÊNCIAS;

Tocando TALKING TO THE MOON- Bruno Mars.

1.- Mathew se encontra em seu casa, em sua casa. Frente ao espelho, ajeita a gravata. Respira fundo.
02.- Lucas segura o anel que Mathew o deu no 1° Capítulo e olha, emocionado.
03.- Thalita acaba de passar batom e perfume. Abre a porta do quarto e sai.
04.- Lorenzo amarra os sapataos, para e pensa na antenoite, no dia da festa. Volta a amarrar os sapatos.
05.- Ariadne acaba de abrir a porta e depara-se com Dúlio, que estende o braço. Ela sorri e agarra o braço dele. Fecha porta e saem.

CENA 03. BAILE ANUAL MELHOR ESCOLHA. EXT/INT. NOITE.

Alguns dos alunos ainda adentrando. Corta para; INTERNO. Muitos adolescentes dançando. Espaço amplo, luzes de todas as cores. Lucas está parando dentre as pessoas que dançam. Procura por Mathew, acha, hesita em ir até lá, no bar, onde ele se encontra. Existe um palco e um grande telão nele. Lucas segue em direção a Mathew. Ícaro avista os dois e fala algo para os outros doia garotos que o acompanham. Ícaro caminha dentre as pessoas e esbarra em Ariadne, não percebendo que seu celular caiu.

ARIADNE- Não vai pedir desculpa, não? Ai, eu odeio esse garoto!

Ari olha para baixo e avista seu celular, pega-o. Ainda grita por Ícaro, mas para e sorri.

ARIADNE- Quer saber? Vamos ver o que ele esconde. E ainda está sem senha.

Ariadne sorri, mas logo seu sorriso vai embora, quando ela vê o vídeo da transa com Leonardo.

ARIADNE- (Quase sem voz) Eu não acredito nisso… Então foi ele quem gravou? Foi esse desgraçado que quase acabou com a minha vida.

Impacto. Ari percorre todo o espaço, mas não consegue avistar Ícaro. Enquanto isso, Lucas acabara de chegar onde Mathew encontra-se. Eles se olham.

LUCAS- A gente precisa conversar.
MATHEW- Eu sei, eu te tratei muito mal e/
LUCAS- Mathew, deixa eu falar. Eu brinquei com seus sentimentos. Eu sabia que você gostava de mim e mesmo assim eu fingia que não, que estava tudo bem, quando não estava.

A música HUSH, HUSH- Avril Lavigne toca em todo o espaço.

LUCAS- Eu não sei direito o que eu sentia pelo Lorenzo. Eu tinha medo de perder ele por algum motivo. Acho que era carinho, gratidão. Ele foi a primeira pessoa a me defender, a me olhar diferente… Mas não era amor e eu demorei pra perceber isso. Eu já sabia, mas vazia que estão de esconder que mesmo eu não querendo, mesmo eu tendo medo, eu estava completamente apaixonado por/

E Lucas é interrompido. O telão começa a exibir algumas cenas. Lucas vira-se e todos param para ver. São cenas do sequestro de Lucas, Thalita, Lorenzo, Mathew e Ariadne. Cenas do reality show exibidos na internet. Foco no rosto de cada um. Na legenda diz; O sequestro que movimentou toda a cidade/ Pessoas sofreram danos psicológicos/ Quem será o psicopata de verdade? Caco (foto) ou Lucas (foto)?/ A culpa de tudo é dele. Pensem. A tela fica escura. Apresentam-se as últimas legendas; texto e pesquisa de Ícaro. Idealizado por… Mathew Carvalho.
Nesse momento todos focam suas atenções em Mathew. Lucas não acredita no que viu, olha para Mathew, decepcionado e vai embora.

THALITA- Eu não acredito que você fez isso.

Mathew fica sem ação, as palavras não saem.

FADE TO BLACK. A tela escurece.

CENA 04. RUA. EXT. NOITE.

Lucas anda por uma rua vazia, pensando em tudo que viu. Alguém passa por trás dele. Lucas vira-se. A lata de lixo é derrubada. Ele se assusta. A pessoa corre para uma construção abandonada. Ao entrar, Lucas percebe e vê o rosto de Caco.

LUCAS- (Assusta-se) Mas você morreu…

Lucas rapidamente apaha uma garrafa de vidro, quebra metade e segura, tremendo. Corre até a construção, adentra.

CENA 05. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

LUCAS- Caco? É você?

Lucas fala trêmulo, enquanto segura a garrafa. A pessoa agarra de surpresa o braço de Lucas. Ele grita. Fazendo-o derrubar a garrafa e cair no chão. Lucas nota uma máscara jogada com o rosto de Caco.

LUCAS- Oh, meu Deus…

Barulho de passos. Podemos ouvir a respiração de Lucas, que se levanta e vai virando lentamente para a pessoa atrás de si. Olha e toma susto.

CENA 06. RUA. EXT. NOITE.

Mathew, Thalita, Lorenzo e Ariadne andam pelas ruas à procura de Lucas.

ARIADNE- Você fez isso junto com aquele nojento! Ele que colocou meu vídeo na internet.
LORENZO- Eu tinha certeza. Sabia desde o início que você não prestava.
MATHEW- Eu desisti. No começo eu quis mesmo me vingar, mas depois eu desisti e não tive nada haver com aquele vídeo!
ARIADNE- O Dúlio foi chamar a polícia. Ele vai pagar pelo o que fez.
THALITA- Agora não adianta culpar ninguém. A gente precisa achar o Lucas.

Eles olham para os lados e procuram por todo o canto.

CENA 07. CONSTRUÇÃO ABANDONADA. INT. NOITE.

Lucas continua a encarar a pessoa. Revela Ícaro. Sorrindo. Juntamente com os outros dois garotos.

LUCAS- O que vocês querem?
ÍCARO- Calminha. A gente vai te dar uma coisa que eu sei que você gosta.

Eles o encurralam.

LUCAS- Me deixa sair ou eu vou gritar. Soco/

E um dos garotos tapa a sua boca com a mão.

ÍCARO- Não vai gritar coisa nenhuma! Eu sei que você quer.
GAROTO #01- Ah, vai ser divertido, vai.

Os garotos riem. Em Lucas, apavorado. Ele chuta a perna do garoto que tapa a sua boca e tenta correr, mas o outro garoto o segura.

ÍCARO- Filho da/

Ícaro lhe dá um soco. Lucas vai ao chão.

ÍCARO- Vem cá!

Ícaro puxa Lucas. Ele tenta se livrar. Ágil, Ícaro põe seus braços para trás e segura. Ele tira a calça de Lucas, deixando parte de sua bunda, nua, a amostra. Ícaro também tira a sua calça e encaixa em Lucas, que grita estrondosamente e chora, desesperado. Ícaro faz movimentos fortes e contraídos.
PLANO DE DETALHE juntamente com DOLLY SHOT. Vemos Ícaro por cima de Lucas, violentando-o. Os outros dois garotos abrem o zíper de suas calças. PLANO DE DETALHE no rosto dos dois, de prazer. PLANO DE TALHE no rosto de Lucas, expressão de dor e terror. Grita.

Tocando SIGN OF THE TIMES- Harry Styles.
A música toca conforme a cena acontece.

FADE TO BLACK. A tela escurece.

FIM DO CAPÍTULO

18492675_1943680439237418_1628045848_n

Programação.png

1guf88